Ernst von Weizsäcker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ernst von Weizsäcker
Nascimento 25 de maio de 1882
Stuttgart
Morte 4 de agosto de 1951 (69 anos)
Lindau
Sepultamento Stuttgart
Cidadania Alemanha
Progenitores Pai:Karl von Weizsäcker
Filho(s) Richard von Weizsäcker, Carl Friedrich von Weizsäcker
Irmão(s) Viktor von Weizsäcker
Ocupação político, diplomata
Prêmios Ordem da Águia Vermelha, 4ª Classe, Ordem de Frederico, Cruz de Ferro
Causa da morte acidente vascular cerebral

Ernst Freiherr von Weizsäcker (Estugarda, 25 de maio de 1882 - 4 de agosto de 1951) foi um diplomata e político alemão. Atuou como Secretário de Estado do Ministério das Relações Exteriores entre 1938 e 1943 e o embaixador da Alemanha na Santa Sé de 1943 a 1945. Ele era membro da proeminente família Weizsäcker, pai do presidente alemão Richard von Weizsäcker e do físico e filósofo Carl Friedrich von Weizsäcker.

O seu nome não constou dos primeiros elementos levados à justiça no processo de Nuremberga. Apresentou-se às autoridades aliadas, tendo sido preso pelos norte-americanos em julho de 1947 e conduzido a Nuremberga. O seu nome foi incluído no processo da Wilhelmstrasse (nome dado por metonímia à sede do ministério dos negócios estrangeiros da Alemanha em Berlim, de 1871 a 1945). Foi condenado em 14 de abril de 1949 a sete anos de prisão por crimes contra a humanidade, pela sua participação na deportação de judeus franceses para Auschwitz. Foi liberado aquando de uma amnistia geral em 1950; na prisão, escreveu as suas memórias, na qual se afirmou como resistente ao regime nazi.

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.