EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças
FGV EPGE
Universidade Fundação Getulio Vargas
Fundação 1965
Diretor Rubens Penha Cysne
Site epge.fgv.br

A EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças (FGV EPGE) é uma instituição de ensino superior em graduação e pós-graduação na área de Economia, vinculada à Fundação Getulio Vargas. Desde a sua criação, em 1965, a FGV EPGE contribuiu na formação da elite dos economistas brasileiros, tendo ensinado vários altos funcionários públicos, incluindo ministros de Estado, governadores, presidentes e diretores do Banco Central do Brasil, bem como diretores e CEOs das empresas privadas mais dominantes e prestigiosas do Brasil e do exterior.

É reconhecida como um dos maiores centros de ensino e pesquisa em economia do Brasil, com corpo docente dedicado à pesquisa em tempo integral e convidados a apresentar os resultados de suas investigações científicas nos melhores departamentos de economia em todo o mundo, publicando nos mais respeitados periódicos acadêmicos da área. Também publica a Revista Brasileira de Economia (RBE), a mais antiga e prestigiada revista acadêmica de economia no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1961, foi fundado o Centro de Aperfeiçoamento de Economistas (CAE), por iniciativa da Fundação Rockefeller e do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da Fundação Getulio Vargas, com o objetivo de preparar alunos para concorrer a bolsas de estudo em cursos de pós-graduação no exterior. No dia 20 de dezembro de 1965, a FGV passa a denominar o antigo CAE como Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE), sob a direção de Mario Henrique Simonsen, sendo ofertados cursos de mestrado. Em 1974, é inaugurado, o curso de Doutorado da EPGE. Em 2002, dá-se início, também, ao curso de Graduação. [2]

Ensino[editar | editar código-fonte]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Pós-graduação[editar | editar código-fonte]

  • Doutorado em Economia
  • Mestrado em Economia
  • Mestrado Profissional em Economia e Finanças
  • Pós-Doutorado em Economia

Resultados Notáveis [3][editar | editar código-fonte]

  • Os cursos de pós-graduação da FGV EPGE foram todos agraciados com a nota máxima pelo CAPES em todos os anos, desde 2010.
  • O curso de graduação obteve o primeiro lugar no Ranking do Índice Geral de Cursos (IGC) em 7 das 11 avaliações já realizadas pelo MEC, envolvendo todos os cursos de graduação do país, incluindo a última, no ano de 2017.
  • O curso de graduação obteve o primeiro lugar no ENADE em 2 das 4 avaliações já feitas pelo MEC, dentre todos os cursos de economia, incluindo a última, referente ao ano de 2015.
  • Desde o início de 2005, o Ranking Internacional de Departamentos de Economia da Universidade de Tilburg, aponta a FGV EPGE como o primeiro departamente de Economia da América Latina. [1]
  • Primeiro lugar do Brasil no site de pesquisa econômica RePec.
  • Quatro dos cinco Fellows da Econometric Society, uma das associações de pesquisadores mais respeitadas do ramo, trabalhando em departamentos de economia no Brasil estão na EPGE: Aloisio Araujo, Marcelo Moreira, Marilda Sotomayor e Paulo Klinger.

Professores notáveis [4][editar | editar código-fonte]

Alunos de renome [5][editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.