Diferenças entre edições de "Estereótipo"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
1 byte adicionado ,  14h43min de 24 de janeiro de 2018
m
incluindo espaço faltando
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:d41:30a:2553:4435:7919:75fc:1d1, com Reversão e avisos)
m (incluindo espaço faltando)
 
== Etimologia ==
A palavra estereótipo, στερεότυπος, vem do grego [[Wiktionary:στερεός|stereos]] e [[Wiktionary:τύπος|typos]], compondo "impressão sólida".<ref>Marlene Fortuna. ''A performance da oralidade teatral''. Annablume, 2000 - 192 páginas, [https://books.google.com.br/books?id=yBptM3zfCfAC&pg=PA22 p. 22]</ref> O termo nasceu no mundo da [[impressão]] criado pelo gráfico francês [[Firmin Didot]] em 1794 para referir-se à um tipo de impressão onde moldes recortados eram usados para reproduzir duplicatas de placas metálicas que permitiam a impressão em massa de livros, jornais e etc. Sua utilização com semântica psicológica nas ciências sociais se deve ao jornalista estadunidense [[Walter Lippmann]] que aplicou o termo com este sentido pela primeira vez em 1922 em seu livro ''Opinião pública'', para descrever a simplificação que fazemos do mundo e das pessoas afima fim de facilitar a nossa compreensão destes.<ref>[[Leonard Mlodinow]]. ''Subliminar: Como o inconsciente influencia nossas vidas''. [[Zahar (editora)|Zahar]], 2013 - 299 páginas, [https://books.google.com.br/books?id=EtZZjjWZ4f0C&pg=PA177 p. 177]</ref>
 
== Abordagem psicossocial ==

Menu de navegação