Estádio Municipal Pedro Benedetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Pedro Benedetti
Estádio Pedro Benedetti
Nomes
Nome Estádio Municipal Pedro Benedetti
Antigos nomes Estádio Municipal
Características
Local Avenida Papa João XIII, 528 - Mauá, SP
Gramado Grama natural (100 x 66 m)
Capacidade 8.567 espectadores[1]
Construção
Data 1968 - 1984
Inauguração
Data 8 de dezembro de 1984
Partida inaugural Mauaense 1x2 São Paulo
(Amistoso)
Primeiro gol Careca (São Paulo)
Recordes
Público recorde 15.000 pessoas (aproximadamente)
Data recorde 8 de dezembro de 1984
Partida com mais público Mauaense 1x2 São Paulo
(Amistoso)
Outras informações
Remodelado 2006
Expandido 2006
Proprietário Prefeitura Municipal
Administrador Secretaria Municipal de Esportes
Mandante Mauaense e Mauá FC

O Estádio Municipal Pedro Benedetti ou também denominado Pedro Benedetti, esta localizado na cidade de Mauá, é onde a Mauaense manda seus jogos.

Com capacidade para 10.590 pessoas, ganhou esse nome em homenagem ao futebolista Pedro Benedetti que, na década de 1960, jogou em todas as seleções formadas em Mauá e no grande ABC, além de clubes como: Independente Futebol Clube, Associação Atlética Industrial, Cerâmica Futebol Clube, entre outros. Atualmente o estádio pode receber 10.590 pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

O estádio para o município começou a ser construído pela Prefeitura em 1968[2], na gestão do prefeito Élio Bernardi, tendo sido gasto, na época, cerca de Cr$ 550 milhões de Cruzeiros[3]. Porém, após desentendimentos políticos, a obra foi para lisada em 1969, ficando abandonada e em deterioração pelos anos e gestões seguintes[4].

Em 1977, o prefeito Dorival Resende, entrou em contato com o presidente do Corinthians, Vicente Matheus, propondo uma negociação em que o terreno do estádio seria doado ou cedido ao Clube da Capital, para que fosse construído ali seu estádio particular[5]. Esperava também, o Prefeito, assim, conseguir forçar autoridades estaduais e federais a concluir as obras viárias ligando a cidade a outras da Grande São Paulo, devido ao provavel grande afluxo de torcedores semanalmente ao novo estádio. Porém, o acordo entre Prefeitura e clube não vingou, as obras levaram décadas para serem concluídas, e o estádio permaneceu inconcluso e abandonado[6].

Em 1984, em fim, o estádio municipal foi concluído e inaugurado, durante a gestão do Prefeito Leonel Damo, com capacidade para 8.567 pessoas. Em 2006, a Prefeitura ampliou a capacidade do estádio pra 10.590 pessoas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://cdn.cbf.com.br/content/201601/20160121152439_0.pdf
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de agosto de 2015 
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de agosto de 2015 
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de agosto de 2015 
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de agosto de 2015 
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de agosto de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.