Família Barberini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão da família Barberini

A família Barberini foi uma influente família originária da Toscana, que se estabeleceu em Florença na primeira metade do século XI.[1] O auge do seu poder foi em 1623, com a ascensão ao sólio pontifício de Maffeo Barberini, com o nome de Papa Urbano VIII, que seguindo o estilo da época favoreceu a carreira militar do seu irmão António, ordenou cardeais dois sobrinhos e nomeou príncipe de Palestrina outro sobrinho, Taddeo Barberini, que foi também nomeado comandante do exército pontifício. Durante a Primeira Guerra de Castro as suas tropas foram derrotadas pelas de Eduardo I Farnésio. O Papa Urbano VIII promoveu a obra intitulada I Documenti d'Amore de Francesco da Barberino com o fim de nobilizar pelas letras a sua própria família.

Em Portugal, encontra-se no século XVII Guilherme Quifel Barbarino, casado com Isabel Feio Paim, e com descendência, aparentemente extinta na varonia.

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica dos Barberini durante os séculos XVI e XVII.

Carlo Barberini
(nascido em 1488)
Cassandra del Branca
Antonio Barberini
(nascido em 1494)
Francesco Barberini
Antonio Barberini
Camilla Barbadori
Carlo Barberini
Costanza Magalotti
Alessandro Barberini
Niccolo Barberini
Papa Urbano VIII
Antonio Marcello Barberini
Francesco Barberini (senior)
Camilla Barberini
Maria Barberini
Taddeo Barberini
Anna Colonna
Clarice Barberini
Antonio Barberini
Francesco I d'Este
Lucrezia Barberini
Carlo Barberini
Maffeo Barberini
Olimpia Giustiniani (Pamphili)
Rinaldo d'Este
Costanza Barberini
Camilla Barberini
Francesco Barberini (junior)
Urbano Barberini (1664–1722)
Taddeo Barberini

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]