Ferrero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ferrero S.p.A.
Empresa de capital fechado
Slogan Le buone idee conquistano il mondo.
Indústria Alimentícia
Fundação 1942 (1942)
Fundador(es) Pietro Ferrero
Sede Alba,  Itália
Área(s) servida(s) Mundo
Proprietário(s) Família Ferrero
Pessoas-chave Giovanni Ferrero, presidente em exercício, diretor executivo
Empregados 33,219 (FY 2014-2015)
Produtos Doçaria
Marcas
Receita Aumento 10,3 bilhões (ano fiscal 2016)
Website oficial

Ferrero é uma empresa italiana especializada em guloseimas e chocolates fundada em 1942 na cidade italiana de Alba pelo confeiteiro Pietro Ferrero. Concentrada na produção e distribuição de chocolates, a Ferrero é atualmente uma das maiores indústrias alimentícias internacionais, empregando mais de 20 mil pessoas no mundo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1946, Pietro Ferrero inventou um creme de avelãs e cacau e chamou a mistura de Pasta Gianduja. O produto foi um grande sucesso de vendas e Pietro decidiu criar uma empresa especializada inteiramente na produção do creme. Hoje, o produto é muito popular e é comercializado sob a marca de Nutella desde 1964.

A criação deste produto está associada à situação econômica da Itália após a Segunda Guerra Mundial, quando as refinadas sementes de Cacau obtiveram preço elevado. Pietro Ferrero misturou Nozes, Cacau, avelã e leite para obter um certo tipo de chocolate cremoso e pastoso. Ferrero continuou a criar novas receitas e a aprimorar as suas antigas. Ferrero batizou a sua segunda receita cremosa de Supercrema Ferrero.

Com a morte de Pietro em 1949, seu filho Michele assumiu o controle da empresa e em 1964 lançou o produto campeão de vendas, Nutella.

Em 2018, foi noticiado que a Ferrero vai adquirir a divisão americana de chocolates Nestlé por 2,8 mil milhões de dólares (cerca de 2,3 mil milhões de euros). O departamento americano de chocolates da Nestlé, que é a maior empresa de produtos alimentares do mundo, estava a entrar em declínio de receitas, tendo vendido apenas cerca de 912 milhões de dólares em 2016.[2]

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Calcula-se que somente em 2002, a Ferrero movimentou cerca de 4 bilhões de euros. As fábricas Ferrero consumiram cerca de 70 mil toneladas de cacau por ano e 56 mil toneladas de avelãs, além de 102 mil litros de leite.

Em 2016, entre todos os seus produtos e as 22 fábricas espalhadas pelo mundo, o grupo utiliza um terço da produção mundial de avelãs e 120 mil toneladas de cacau por ano.[3]

No Brasil a Ferrero comercializa os produtos Ferrero Rocher, Ferrero Deluxe, Kinder Chocolate, Kinder Bueno, Kinder Ovo, Nutella, Tic Tac e Raffaello.

Produtos[editar | editar código-fonte]

Nutella.

Além da pasta Nutella, a Ferrero também produz uma variedade de produtos de sucesso mundial, incluindo os finos chocolates Ferrero Rocher, o bombom Mon Chéri, o bombom Raffaello, o famoso Tic Tac e o Kinder Ovo ou Kinder Surpresa em Portugal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]