Saltar para o conteúdo

Fino-Escandinávia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Escandinávia, Fenoscândia e a península de Cola

Fino-Escandinávia ou Fenoscândia é um termo geográfico e geológico usado para descrever a península Escandinava, a península de Cola, a região da Carélia e Finlândia. O canal Mar Branco-Báltico separa a Fino-Escandinávia do continente da Rússia.

Inicialmente o termo Fino-Escandinávia foi introduzido em 1898 pelo geólogo finlandês Wilhelm Ramsay para delimitar uma região geológica denominada escudo báltico, que abrange os países Noruega, Suécia, Finlândia e o norte da Dinamarca.[1]

Hoje em dia, o termo Fino-Escandinávia também é usado para descrever o contato histórico e cultural entre os lapões, os povos fínicos, os suecos e noruegueses.

Fino-Escandinávia não inclui, ao contrário dos países nórdicos, a Dinamarca, Islândia, Groenlândia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Vítor Bianconi Menini. «Lapponia: a legitimação do Estado sueco na obra de Johannes Schefferus (1648 – 1673)». Universidade Estadual de Campinas. ISBN 9786558407829. Consultado em 2 de julho de 2023 
Ícone de esboço Este artigo sobre Escandinávia (geral) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.