Focus (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Focus
Focus em 1974.
Informação geral
Origem Amesterdão
País  Países Baixos
Gênero(s) Predefinição:Lista horizonta
Período em atividade 1969 - 1978
1985
1990
1999
2002 - atualmente
Gravadora(s) EMI Records
Atco Records
Sire Records
I.R.S. Records
Integrantes Thijs van Leer
Pierre van der Linden
Menno Gootjes
Bobby Jacobs
Ex-integrantes Jan Akkerman
Hans Cleuver
Martin Dresden
Cyril Havermans
Bert Ruiter
Colin Allen
David Kemper
Philip Catherine
Eef Albers
P.J. Proby
Steve Smith
Jan Dumée
Ruben van Roon
Bert Smaak
Niels van der Steenhoven
Página oficial Site Oficial

Focus é uma banda de rock progressivo holandesa fundada em 1969 pelo organista e flautista Thijs van Leer, sendo hoje considerada como uma das maiores e mais importantes desse estilo musical. Suas extensas e quase exclusivas composições instrumentais e improvisações continham várias referências à música erudita. Um exemplo é a referência à ópera de Monteverdi na canção "Eruption", do álbum Moving Waves. Outra demonstração está na referência a Johann Sebastian Bach em "Carnival Fugue", do álbum Focus 3, ou ainda das referências ao Renascimento de "Anonymus II", do mesmo álbum.

História[editar | editar código-fonte]

Anos 1970[editar | editar código-fonte]

O Focus surgiu em 1969 pelo organista e flautista Thijs van Leer, pelo baixista Martin Dresden e pelo baterista Hans Cleuver. A ideia inicial era seguir o estilo de Traffic, o que não aconteceu por percalços com a versão holandesa de Hair. Após a temporada do musical o grupo pode produzir seu primeiro álbum, em 1970, já com a presença de Jan Akkerman na guitarra.

Descontente com a falta de sucesso do primeiro álbum, Jan Akkerman deixou a banda para formar outra banda com o baterista Pierre van der Linden e o baixista Cyril Havermans. Quando soube das notícias sobre a nova banda, Thijs os contactou e eles o convidaram para participar da banda, assumindo somente então o nome Focus. O quarteto gravou o álbum Moving Waves, primeiro álbum de impacto da banda, recebendo críticas positivas em âmbito internacional. O álbum incluía a obra símbolo da banda, "Hocus Pocus". Este clássico do rock consistia na repetição de um riff de guitarra recorrente e interlúdios de vocal falsete.

No final de 1970, conheceram o produtor Mike Vernon, que ajudou a promover a banda pelo mundo. A expansão começou na Inglaterra em 1972, mesmo ano do álbum Focus 3, um disco duplo que continha o hit "Sylvia". Nesse álbum Bert Ruiter tomou o lugar de Cyril Havermans. Em maio de 1973 a banda fez uma grande apresentação no Rainbow Theatre em Londres que resultou no álbum Live at the Rainbow.

Logo após, Pierre van der Linden deixou a banda após desentendimento com Ruiter sobre a direção da banda. Collin Allen o substituiu e então a banda gravou Hamburger Concerto, um retorno ao estilo erudito. Gravaram posteriormente Mother Focus, um álbum mais comercial. Durante as gravações do álbum Allen deixou a banda, sendo substituído pelo estaduniense Devid Kemper. Em 1976, após a finalização do álbum, Jan Akkerman também deixou a banda pelas diferenças musicais entre ele e Thijs, iniciando o fim gradual da banda até o anúncio do fim em 1978.

Ainda em 1977 a banda retornou com o vocalista P. J. Proby se integrando à banda, que nessa época contava com Thijs van Leer, Bert Ruiter, o guitarrista Eef Albers, o também guitarrista Phillip Catherine e o baterista Steve Smith.

Reunião nos anos 1980[editar | editar código-fonte]

Os anos 80 foram marcados somente pela reunião temporária da banda em 1985, consistindo em Jan Akkerman e Thijs van Leer, com as participações de Tato Gomez, Ruud Jacobs, Ustad Zamir Ahmad Khan e Sergio Castillo. A reunião também resultou no álbum Focus, que não atingiu sucesso comercial.

Reunião nos anos 2000[editar | editar código-fonte]

Em 2001, Thijs van Leer reformulou a banda com músicos que previamente haviam formado uma banda de tributo ao Focus, incluindo o guitarrista Jan Dumée, o baixista Bobby Jacobs e o baterista Bert Smaak. Realizaram turnê pelo mundo, se apresentando para grandes públicos. As passagens pela América Latina, Estados Unidos, Canadá, Japão e Reino Unido foram bem reconhecidas. Gravaram então o álbum Focus 8. Em outubro de 2004 Bert Smaak deixou a banda, e Pierre van der Linden reassumiu sua posição na bateria da banda. Em maio de 2006, Jan Dumée deixou a banda (para se juntar ao vocalista John Lawton, ex- Uriah Heep e Lucifer's Friend, no novo grupo chamado On The Rocks), entrando em seu lugar o guitarrista Niels van der Steenhoven. Com ele, gravaram o disco Focus 9/New Skin, lançado em 2006.

No início de 2011, Niels van der Steenhoven comunicou seu desligamento da banda, após 5 anos de dedicação. Para seu lugar foi anunciado o nome de Menno Gootjes. No momento, a banda encontra-se em estúdio gravando o novo álbum, Focus 10, e excursionando com a turnê comemorativa de 40 anos de lançamento do álbum Moving Waves. Esta turnê passou pelo Brasil em Março de 2012, em cidades como Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, entre outras.

Formação[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • In and Out of Focus (janeiro de 1971)
  • Moving Waves (outubro de 1971)
  • Focus III (novembro de 1972)
  • Hamburger Concerto (maio de 1974)
  • Mother Focus (outubro de 1975)
  • Ship of Memories (setembro de 1977)
  • Focus con Proby (janeiro de 1978)
  • Focus (agosto de 1985)
  • Focus 8 (janeiro de 2003)
  • Focus 9/New Skin (2006)
  • Focus X (2012)

Ao vivo[editar | editar código-fonte]

  • Focus at the Rainbow (outubro de 1973)
  • Live in America (2003)
  • Live at the BBC (maio de 2004)
  • Live in Europe (2009)

Compactos[editar | editar código-fonte]

  • Hocus Pocus
  • Sylvia

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]