Forbidden Evil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Forbidden Evil
Álbum de estúdio de Forbidden
Lançamento 30 de setembro de 1988
Gravação Alpha & Omega Recording
e Studio 245,
San Francisco, Califórnia;
e Prairie Sun Recording,
Cotati, Califórnia, EUA.
Gênero(s) Thrash metal
Duração 42:45
Gravadora(s) Combat (1988), Relativity (1992)
Produção John Cuniberti, Doug Caldwell
Cronologia de Forbidden
Twisted into Form
(1990)
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic [1] 4 de 5 estrelas.
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Forbidden Evil é o álbum de estreia da banda californiana de São Francisco Forbidden. O título do álbum refere-se ao nome original da banda antes de reduzi-lo para Forbidden, em 1987. O álbum foi bem recebido pela crítica e fãs e se tornou um clássico cult.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Chalice of Blood" (Russ Anderson, Robb Flynn) – 4:27
  2. "Off the Edge" (Anderson, Glen Alvelais, Craig Locicero) – 4:12
  3. "Through Eyes of Glass" (Anderson, Alvelais, Locicero) – 6:18
  4. "Forbidden Evil" (Anderson, Locicero, Flynn) – 5:35
  5. "March into Fire" (Locicero, Anderson) – 5:05
  6. "Feel No Pain" (Alvelais, Locicero) – 5:05
  7. "As Good as Dead" (Anderson, Locicero, Flynn) – 4:11
  8. "Follow Me" (Locicero, Anderson, Alvelais) – 6:51

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Russ Anderson – vocal
  • Glen Alvelais – guitarra
  • Craig Locicero – guitarra
  • Matt Camacho – baixo
  • Paul Bostaph – bateria
  • Gravado no
    • Alpha & Omega Recording, São Francisco, Califórnia
    • Studio 245, São Francisco, Califórnia
    • Prairie Sun Recording, Cotati, Califórnia, EUA
  • Produzido por John Cuniberti e Doug Caldwell
  • Gravação por John Cuniberti
  • Assistência técnica David Plank
  • Mixado no Alpha & Omega
  • Produção executiva por Cliff Cultreri
  • Masterizado por Chris Bellman no Bernie Grundman, Los Angeles, Califórnia, EUA
  • Capa por Kent Mathieu
  • Robb Flynn, que foi da banda Vio-lence e mais tarde do Machine Head, contribuiu para este álbum, embora ele não tenha tocado.

Referências