Forte da Ilha de Manuel Gonçalves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Forte da ilha de Manoel Gonçalves localizava-se na desaparecida ilha de Manoel Gonçalves, na barra do rio Açu, atual cidade de Macau, no litoral do estado do Rio Grande do Norte, no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

No contexto da Guerra Peninsular na Europa, pelo Aviso de 7 de Outubro de 1807 a Coroa portuguesa solicitou ao Governador da Capitania do Rio Grande do Norte, Tenente-coronel José Francisco de Paula Cavalcanti de Albuquerque, informações do que convinha fazer para a defesa daquela Capitania. A resposta, em um detalhado Memorial ("Memória relativa à defesa da Capitania do Rio Grande do Norte (...)", pelo seu Governador Francisco José de Paula Cavalcanti de Albuquerque, datada de 30 de Maio de 1808), converteu-se em diversas fortificações ligeiras, erguidas no ano seguinte (1808), concomitantes com a chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil.

O Forte de Manuel Gonçalves foi uma dessas fortificações (SOUZA, 1885:77). De pequenas dimensões, possívelmente uma simples bateriadestinava-se à defesa daquela enseada. O mesmo autor refere que estava desarmada de há muito, e certamente arruinada (op. cit., p. 77), restando vestígios de muralhamento na boca do rio Assu (op. cit., p. 36).

GARRIDO (1940) cita Luís da Câmara Cascudo, que contesta a existência deste forte, uma vez que:

  • a ilha havia desaparecido anteriormente a 1840, e os seus habitantes mudado para terra firme, onde atualmente é Macau;
  • dada a insignificância demográfica e estratégica da ilha; e
  • não tendo sobrevivido nem na tradição oral (op. cit., p. 47).

Efetivamente este forte não se encontra citado no referido memorial.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BARRETO, Aníbal (Cel.). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1958. 368 p.
  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma fortaleza é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.