Francisco Valdés

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Valdés
Nascimento 19 de março de 1943
Santiago
Morte 10 de agosto de 2009 (66 anos)
Santiago
Cidadania Chile
Ocupação futebolista, treinador de futebol
Causa da morte ataque cardíaco

Francisco Valdés Muñoz (Santiago, 19 de março de 1943 – Santiago, 10 de agosto de 2009) foi um ex-futebolista chileno da equipe do Colo-Colo do Chile.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Francisco Valdés (19 de março de 1943-12 de agosto de 2009) conhecido como "Chamaco", fez sua estreia como profissional pelo Colo-Colo em 1961 quando, no campeonato daquele ano, marcou 20 gols em 22 partidas. Foi campeão chileno em 1963. Em 1966, se desentendeu com o técnico da seleção chilena, Luis Alamos. Em 1969, foi acusado pela torcida e imprensa de ter "amarelado" em um jogo contra o Uruguai pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 1970, mas, na verdade, estava machucado. Em 1970, atuou por empréstimo no time da Unión Española levando a equipe ao vice-campeonato daquele ano e acabou retornando ao Colo-Colo no ano seguinte. Os anos seguintes seriam esplêndidos para Valdés: conquista o campeonato chileno de 1972, leva a equipe pela primeira vez a uma final da Copa Libertadores da América em 1973, joga a Copa do Mundo de 1974 como capitão da seleção chilena, conquista a Copa do Chile e é eleito o melhor jogador do Chile nesse mesmo ano. Após 1974, sua carreira começa a entrar em declínio: em 1976, joga pelo Santiago Wanderers; em 1977, pelo Cobreloa na segunda divisão chilena. Volta ao Colo-Colo em 1978, mas já não é o mesmo. Encerra a carreira como jogador em 1983 atuando pelo inexpressivo Deportes Arica. Até a data de sua morte (10 de agosto de 2009) tinha uma carreira irregular como técnico de futebol.

Equipes nas quias atuou[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Artilharia em campeonatos[editar | editar código-fonte]

Chile Colo-Colo

Campeonato chileno

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Francisco Valdés é o maior artilheiro da história do Colo-Colo com 180 gols.
  • Valdés é também o maior artilheiro do futebol chileno de todos os tempos com 215 gols, um recorde ainda não superado.
  • Em 1973, em uma atitude muito polêmica, apoiou o golpe militar desferido pelo general Augusto Pinochet contra o presidente legalmente constituído Salvador Allende. Já seu colega de time, Carlos Caszely, foi radicalmente contra o golpe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]