Franciscus Raphelengius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Franciscus Raphelengius,
O Velho (1539-1597)
Nascimento 27 de fevereiro de 1539
Lannoy,  França
Morte 20 de julho de 1597
Leiden,  Países Baixos
Ocupação Humanista, orientalista, erudito e livreiro holandês.
Alma mater Universidade de Leiden
Universidade de Cambridge
Universidade de Paris

Franciscus Raphelengius, O Velho (Francisci Raphelengii, Frans van Ravelingen) (* Lannoy, 27 de Fevereiro de 1539 - Leiden, 20 de Julho de 1597), foi humanista, orientalista, erudito e livreiro holandês. Estudou em Paris, por motivos das guerras civis fugiu para a Inglaterra, onde foi Professor de Grego na Universidade de Cambridge, ocupou a cadeira de Hebraico em Leiden desde 1587, e também foi professor de árabe e persa. É autor de um Léxico Árabe-Latino, que foi publicado postumamente em 1613, sendo este considerado propriamente o primeiro dicionário da língua árabe[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Raphelengius nasceu em Lannoy, França e era genro do impressor Christopher Plantin (1520-1589)[2]; e administrou a tipografia de Plantin em Leiden. Foi colaborador da Bíblia Poligota de Antuérpia[3], e era o impressor oficial da universidade. As qualidades de suas impressões de erudição foi um dos atrativos que trouxeram Joseph Justus Scaliger a Leiden em 1593. Raphelengius morou em Leiden durante os últimos anos de sua vida onde morreu em 20 de Julho de 1597.

Em 1588, Justus Lipsius escreveu a Franciscus Raphelengius: De Seneca Ortelii nostri gratiam illi habeo (Sou muito grato ao nosso Ortelius pelo manuscrito de Sêneca).

Família[editar | editar código-fonte]

  • Marguerite Plantin (esposa, Paris, Île-de-France, França, 1547)
  • Christoffel van Ravelingen (filho, 1566 - † 10 de Fevereiro de 1611.
  • Justus van Ravelingen (filho, 1573-1628)
  • Frans van Ravelingen (filho, 1568-1643, Franciscus Raphelengius, O Jovem, foi também, como o pai, orientalista e impressor)
  • Elisabeth van Ravelingen (filha)

Referências[editar | editar código-fonte]

Placa comemorativa na Leida

Notas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Franciscus Raphelengius
  1. Pedro de Alcalá, em 1505, imprimiu um Dicionário Árabe-Espanhol, em Granada.
  2. Christophe Plantin (1520-1589) (* Tours, 1520 - Antuérpia, 1 de Julho de 1589), humanista, publicador e impressor holandês.
  3. Bíblia Poliglota de Plantin, também chamada de Biblia Regia, ou Bíblia de Antuérpia, foi publicada por Benedictus Arius Montanus entre 1568 e 1573.