Frank S. Land

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Frank Sherman Land)
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde outubro de 2009).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Frank Sherman Land
Nascimento 21 de junho de 1890
Kansas City,
Morte 08 de novembro de 1959 (69 anos)
Kansas City
Ocupação [[]]
Parte de uma série de artigos sobre
Maçonaria
Maçom
Artigos principais

Maçonaria · Loja Maçônica · Templo maçônico · Grande Loja · Grande Oriente · Venerável Mestre · Graus maçônicos · Loja de Perfeição

História

História da Maçonaria · Manuscritos Maçônicos · Constituição de Anderson ·CLIPSAS · SIMPA · União Maçónica Internacional CATENA · C.I.MA.S.

Escocês Antigo e Aceito · York · Moderno · Schröder · Escocês Retificado · Adonhiramita · Emulation · Brasileiro · Memphis-Misraim

Frank Sherman Land (Kansas City, 21 de junho de 1890 — Kansas City, 8 de novembro de 1959) foi o idealizador e fundador da Ordem DeMolay, no dia 18 de março de 1919 em sua cidade natal. Também foi Imperial Potentate dos Shriners.

Bem cedo já demonstrava seu espírito de liderança. Sempre possuiu uma vida religiosa muito ativa. Desde criança, na Igreja, e junto com os ensinamentos de sua mãe, Frank Land conheceu a importância de uma filosofia de vida repleta de virtudes.

A Escola Dominical da Igreja Congregacional de Fountain Park, em St. Louis, proporcionou a este jovem os meios para sua primeira inclinação a conquistas e distinções. Recebeu de presente uma Bíblia por ter dez anos de freqüência ininterrupta à Escola Dominical.

Em Kansas City, ele completou seus estudos e tomou parte ativa em atividades de Igreja e Cívicas. Quando atingiu 19 anos, havia-se tornado um dirigente de restaurante de sucesso e, como artista amador, ele era o espírito vivo na organização para embelezar a cidade.

Frank S. Land era muito ativo na Maçonaria e com 25 anos de idade foi nomeado Diretor do Bureau de Serviços Sociais do Rito Escocês. Foi Presidente do Conselho DeMolay dos Cavaleiros Kadosch e, presidiu, em 1931, o Templo Ararat da "Ancient Arabic Order of the Nobles of the Mystic Shrine".

Ele foi agraciado com o Grau 33 da Maçonaria (Rito Escocês Antigo e Aceito), na idade quase sem precedentes de 35 anos. Seis anos depois foi eleito Grão-Mestre da Grande Loja do Missouri. Em 1954 assumiu o cargo de Potentado Imperial do Conselho Imperial do âShrineâ da América do Norte, e em 1954 foi premiado com a primeira Medalha Internacional de Ouro do Real Arco, pelo Grande Capítulo Geral dos Maçons do Real Arco (Rito de York).

Frank Land foi diretor, consignatário e membro de inúmeras diretorias e conselhos. Recebeu diversas honrarias porém sempre dedicou-se à Ordem DeMolay. Foi designado Cidadão Extraordinário em uma mensagem Oficial pelo então Presidente dos Estados Unidos, o General Dwight D. Eisenhower, em 1958.

Faleceu repentinamente em 8 de novembro de 1959, vítima de um edema pulmonar. Os registros comunicam que a sua morte chocou o mundo inteiro.

Seus funerais foram acompanhados por mais de 1000 pessoas. Homens, Mulheres e, principalmente, Jovens, que tiveram suas vidas dignificadas pelo honroso trabalho de Frank S. Land, nos excelsos princípios que aprenderam no Altar de seus Capítulos.

Aos 08 dias do mês de novembro de 1959, falecia nosso grande tio Frank Sherman Land. Segue um resumo de sua vida.

Nascido em 21 de junho de 1890, mudou-se com dois anos para Saint-Louis. Lá foi presenteado com uma Bíblia, sobre a qual anos mais tarde os primeiros DeMolays fariam o seu juramento. Com apenas 10 anos de idade, juntou alguns amigos e começou a lhes transmitir ensinamentos bíblicos.

Pouco tempo depois os negócios do pai de Land acabaram falindo, tendo este buscado o consolo nas bebidas e a vida familiar tornado-se insuportável, a única solução seria a separação.

A avó de Land convidou sua mãe, ele e seu irmão para morar com ela em Kansas City, assim a família acabou vivendo sem a figura masculina, o que mais tarde seria a inspiração de Frank S. Land para a criação da Ordem DeMolay.

Land terminou o ginásio em Kansas City. Na primavera de 1907, sua avó teve a brilhante ideia de montar um negócio familiar, para custear a continuação dos estudos do seu amado neto, que consistia em um restaurante. Em 1908 Land começou seus estudos no Instituto de Artes de Kansas City, onde conheceu sua futura esposa. Com 18 anos comprou todas as ações do restaurante de sua família, estabelecendo-se com único dono e tornando-se assim, um respeitado líder da comunidade.

Aos 21 dias de julho de 1911, completou 21 anos e recebeu um envelope de sua avó que mudaria sua vida para sempre. Nele estava escrito: “Seu avô era maçom, ele amava a maçonaria e eu ficarei feliz se você entrar. Em memória do seu avô e como meu presente, você encontrará o dinheiro necessário para sua iniciação. Faça o que seu coração mandar, mas ficarei muito feliz se você fizer isto".

No dia 25 de abril de 1912, Land fora iniciado e rapidamente exaltado ao Grau de Mestre.

Em janeiro de 1919, Land recebeu um telefonema solicitando um emprego para o jovem Louis Gordon Lower, filho de um maçom que falecera havia menos de um ano. No dia após Louis ter contado um pouco sobre sua vida Land rapidamente percebeu as semelhanças entre os dois e com o tempo a relação de amizade cresceu de tal forma que Land era chamado de “Dad Land".

No ano de 1959, Tio Land fora diagnosticado de uma doença chamada esclerodermia, que lhe deixava com profundas inflamações nas mãos e dedos, mas mesmo assim continuou ativo na Ordem. Contudo, já prenunciavam o começo do fim. As dores nos braços e mãos agravaram-se, juntamente com uma interminável gripe, decorrente dos dias frios. Viajou para um lugar com um clima mais quente, a conselho médico, e em seguida fora internado, regressando no começo de junho para Kansas City. Voltou ao escritório sempre dizendo que precisava terminar seu trabalho, mas a cada dia piorava seu estado de saúde. Foi avisado que deveria permanecer em repouso, mas deu continuidade aos trabalhos da Ordem. Cada vez, se tornava mais difícil comparecer ao escritório e no final de outubro não podia mais sair de seu apartamento. No dia 3 de novembro, sentiu-se mal e foi levado ao hospital, onde foi constatada a presença de um edema pulmonar. No dia 8 de novembro, seu espírito passou para o mundo das sombras e da inconsciência, vitima do edema.

Tio Frank não teve filhos, mas deu a milhões de jovens o que todo pai gostaria de dar ao seu filho: um ideal, um sonho, a vontade de fazer do mundo algo melhor. Mais de 100 mil pessoas acompanharam seu funeral, dentre estas, homens, mulheres e principalmente, jovens que tiveram suas vidas dignificadas pelo honroso Frank S. Land.

Seus restos mortais encontram-se no cemitério de Monte Moriah, ao lado dos de sua amada esposa Nell, que no anonimato de sua vida colaborou de maneira extraordinária para o sucesso da Ordem Demolay, e a quem também devemos prestar nossas homenagens.

Fonte: I Guia de Instruções Grau Iniciático DeMolay Santa Catarina.

Aos interessados na história da Ordem DeMolay/ de Frank S. Land, sugiro a leitura do livro "Hi Dad".

"Se trabalharmos sobre o mármore, um dia ele acabará. Se trabalharmos sobre o metal, um dia o tempo o consumirá. Se erguermos templos, um dia se tornarão pó. Mas se trabalharmos sobre almas jovens e imortais, se nós as imbuirmos com os princípios do justo temor ao criador e amor à humanidade, daqui a cem anos pouco importará o quanto tenhamos acumulado no banco; que tipo de casa, palacete ou carro possuímos. Mas o mundo poderá ser diferente, talvez porque fomos importantes na vida dos jovens."

(Frank Sherman Land - Fundador da Ordem DeMolay)

Pequena homenagem do Capítulo Joinville Nº 49.