Franz Oppenheimer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.

Franz Oppenheimer (Berlim, 30 de março de 1864Los Angeles, 30 de setembro de 1943) foi um judeu alemão sociólogo e economista político, que publicou também na área da sociologia fundamental do Estado.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Depois de estudar medicina em Freiburg e Berlim, Oppenheimer atuou como médico em Berlim de 1886 até 1895. De 1890 em diante, ele começou a interessar-se por questões sociopolíticas e socioeconômicas. Depois de sua atividade como médico, ele foi editor-chefe da revista Welt and Morgen, onde se tornou conhecido de Friedrich Naumann, que estava, naquela época, trabalhando de porta em porta para diferentes jornais diários.

Em 1890, Oppenheimer concluiu o doutoramento em Kiel com sua tese sobre o economista David Ricardo. De 1909 a 1917, Oppenheimer teve o título de Privatdozent em Berlim, para dois anos depois ser professor titular. Em 1914 foi co-fundador do Comitê Alemão de Libertação dos Judeus Russos. Em 1919, ele aceitou o convite para servir como presidente para Sociologia e Teoria Política Econômica na Universidade de Frankfurt. Essa foi a primeira cadeira dedicada à Sociologia na Alemanha.

De 1934 a 1935, Oppenheimer lecionou na Palestina. Em 1936 foi nomeado membro honorário da American Sociological Association. Em 1938, fugindo da perseguição nazista, emigrou via Tóquio e Xangai para Los Angeles, nos Estados Unidos. Em 1941 ele se tornou um membro fundador do The American Journal of Economics e Sociologia.

O filho Franz Oppenheimer foi Hillel Oppenheimer, professor de botânica da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Pensamento[editar | editar código-fonte]

Segundo Oppenheimer, existem duas formas opostas de obtenção dos meios para satisfazer os desejos, o trabalho e o confisco, o uso de poder coercitivo, ou roubo. Trabalhar e usufruir os frutos do seu trabalho, ou se apropriar do trabalho alheio pela força. A primeira forma é a produção e a troca de bens, o "meio econômico", e a outra modalidade que não requer produção, é o confisco dos bens e serviços; o meio político de aquisição de riqueza. Oppenheimer não aceitava a ideia de "pacto social" como explicação para a origem do Estado. O Estado nasce como dominação, assim refutava Locke e os demais contratualistas, sustentando a “teoria da conquista” do Estado. A democracia, segundo ele, forçou a classe dirigente a se humanizar. Apesar da longa tradição de defensor de privilégios, Oppenheimer entende que o poder da classe dominante pode ser neutralizado e uma burocracia pública pode gerir o Estado em prol do "bem-comum". Franz Oppenheimer considerava o capitalismo um regime de exploração e o Estado, o criador original da desigualdade. Declarava-se um "liberal social", se descreve como "pró-mercado", mas com limites e políticas públicas que combatam as iniquidades geradas. Rejeitava o comunismo e o capitalismo, o capitalismo gera desigualdades e o comunismo, tirania. Devoto do reformador americano Henry George, sua opção era por uma terceira via, a economia social de mercado [1] [2]

Escritos[editar | editar código-fonte]

Franz Oppenheimer criou uma extensa obra composta por cerca de 40 livros e 400 redações que contem textos sobre sociologia, economia e as questões políticas de seu tempo. Um dos mais famosos foi Der Staat (O Estado).

Veja também[editar | editar código-fonte]


Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]Wikipédia em espanhol, Franz Oppenheimer
  2. [2] Página Ludwig Von Mises, Franz Oppenheimer

Outros[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.