Georg Tannstetter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Georg Tannstetter
Pintura ca. 1515, por Bernhard Strigel (1460 – 1528)
Nascimento abril de 1482
Rain
Morte 5 de abril de 1535 (53 anos)
Innsbruck
Cidadania Alemanha
Ocupação matemático, astrônomo, cartógrafo, professor universitário, astrólogo
Empregador Universidade de Viena

Georg Tannstetter, também conhecido como Georgius Collimitius (abril de 148226 de março de 1535), foi um humanista que lecionou na Universidade de Viena.

Foi um doutor em medicina, matemático, astrônomo, cartógrafo e o médico pessoal dos imperadores Maximiliano I e Fernando I. Também escreveu sob o pseudônimo de "Lycoripensis".[1] Seu nome latino "Collimitius" é derivado de Limes significando "fronteira" e é uma referência à sua cidade natal: "Rain" é uma palavra alemã para fronteira ou borda.

Nascido em Rain (Suábia), no Ducado da Baviera, estudou em Ingolstadt. Em 1503 seguiu um chamado de Conrad Celtis para a Universidade de Viena, onde lecionou matemática. Em breve tornou-se personalidade de destaque entre os humanistas de Viena.

Em 1510 tornou-se o médico particular do imperador Maximiliano I, que o enobreceu seis anos depois com o predicado "von Thanau". Em 1514 em colaboração com Andreas Stiborius, professor na mesma Universidade de Viena, redigiu uma proposta sobre reforma do calendário a pedido do imperador Maximiliano I a quem o Papa Leão X escrevera sobre a questão durante o V Concílio de Latrão.

Viajou com seu aluno Joachim Vadian para Buda em 1518. Por volta de 1527 publicou um mapa da Hungria, hoje conhecido como Tabula Hungariae, a partir do manuscrito de Lazarus Secretarius, um clérigo húngaro. O mapa seria publicado por Johannes Cuspinianus, impresso em 1528 em Ingolstadt por Petrus Apianus; a única cópia restante está no espólio da Biblioteca Nacional da Hungria. É geralmente apreciado pelo pormenor (c. 1300 localidades) e a relativa precisão. É um dos primeiros mapas regionais que inclui uma escala, mas é difícil reconhecer a geografia da atual Hungria. Tannstetter é também considerado pioneiro na história da ciência pelo seu trabalho Viri Mathematici, que contém biografias de matemáticos da Universidade de Viena no século XV.

Em 1530 mudou-se para a corte de Fernando em Innsbruck, vindo a falecer aí cinco anos depois.

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NDB

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Graf-Stuhlhofer, F: Humanismus zwischen Hof und Universität. Georg Tannstetter (Collimitus) und sein wissenschaftliches Umfeld im Wien des frühen 16. Jahrhunderts., Universidade de Viena, 1996; 212 páginas. ISBN 3-85114-256-X. Em alemão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.