Gilberto Tinetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilberto Tinetti
Gilberto Tinetti ao piano.
Informação geral
Nascimento 06 de abril de 1932 (86 anos)
Local de nascimento São Paulo São Paulo, SP
Brasil Brasil
Gênero(s) Música clássica
Ocupação(ões) Pianista
Instrumento(s) Piano
Outras ocupações Apresentador de programa de rádio, Professor
Gravadora(s) Philips, Eldorado, Lamis
Influência(s) Madalena Tagliaferro, Alfred Cortot, Hans-Joachim Koellreutter

Gilberto Tinetti (São Paulo, 6 de abril de 1932) é um pianista e professor brasileiro.

Formou-se em direito pela Faculdade do Largo de São Francisco na turma de 1955. Como as leis e a jurisprudência não lhe atraíram, dedicou-se inteiramente à música como concertista e professor. Logo depois de formado viajou para a Europa a fim de aperfeiçoar-se na arte do piano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou com a professora Josephina De Felice e posteriormente com Hans Bruch. Em Paris, estudou com Magdalena Tagliaferro e na Alemanha, com Friedrich Wührer. Especializou-se em interpretação com Alfred Cortot.[1]

Prêmios e concursos[editar | editar código-fonte]

Venceu, em 1959, o Concurso da Academia Internacional de Verão do Mozarteum de Salzburgo, na Áustria. Apresentou-se em vários países da Europa, América Latina e Estados Unidos. Realizou a primeira audição em Paris, do Concerto no.4 para piano e orquestra de Villa-Lobos (1970) e foi júri do Concurso de Música do Canadá (1977 e 1987).[1]

Em 1998, foi-lhe conferido pelo Rotary Clube de São Paulo, o título de "personalidade do ano" em Música. Em 1999 voltou a receber o Prêmio Carlos Gomes, desta vez como pianista do Trio Brasileiro, considerado o "melhor grupo de câmara". Em 2000, atuou na França com o Trio Brasileiro. Em 2002 e 2004, apresentou-se com êxito na Bolívia e na Colômbia, respectivamente.

Gravações[editar | editar código-fonte]

Gravou com o Trio Brasileiro, em parceria com Lehninger e Clis, gravou 5 LPs e 1 CD para os selos Philips e Eldorado. O CD que gravou com o cellista brasileiro Antonio Meneses foi considerado o melhor lançamento clássico de 1985. Em 2004, foi lançado mais um CD do Trio Brasileiro, desta vez para o selo Lami, dedicado ao repertório brasileiro contemporâneo.[1]

Professor[editar | editar código-fonte]

Desde 1961 exerce importante papel na formação de jovens pianistas brasileiros. Foi professor e diretor artístico no extinto Seminário de Música Pró Arte de São Paulo, fundado por Hans-Joachim Koellreutter, alemão que foi professor de Tinetti.[2] De 1980 a 2002, foi professor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da USP. Desde 1986, vem apresentando programas dedicados ao repertório pianístico, através da Rádio Cultura FM (São Paulo), como o Pianíssimo.[1] [2]

Referências

  1. a b c d Interarte Música (2004). «Gilberto Tinetti piano (Brasil)». Consultado em 11 de Julho de 2012 
  2. a b Laura Rago (28 de Maio de 2012). «Pianista Gilberto Tinetti chega aos 80 anos com agenda lotada». Folha de S.Paulo. Consultado em 11 de Julho de 2012 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cacciatore, Olga G. Dicionário biográfico de música erudita brasileira. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.