Gotelão I de Verdun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gotelão I de Verdun
Marquês de Antuérpia, duque da Baixa Lorena, e Duque da Alta Lorena
Escudo do Brasão de Armas da Casa da Lorena.
Nascimento c. 967
Morte 1044
Pai Godofredo de Verdun
Mãe Matilda da Saxónia

Gotelão I de Verdun (c. 967 - 1044) foi marquês de Antuérpia de 1008, e depois duque da Baixa Lorena, senhorio que deteve entre 1023 e 1044, foi também Duque da Alta Lorena entre 1033 e 1044.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Com a morte de seu pai, ele recebeu o título do marquesado de Antuérpia, mantendo-se como apoiante do seu irmão Godofredo de Verdun, conde de Verdun, que recebera o ducado de Baixa Lorena em 1012.

Em 1023, Gotelão I sucedeu o seu irmão que havia morrido sem filhos. Em 1024, depois da morte do Imperador Henrique II, Sacro Imperador Romano, opôs-se violentamente junto com outros nobres dos seus domínios a Conrado II, Sacro Imperador Romano-Germânico[1] antes de acabar por se lhe submeter em 1025.

Em 1033, após a morte de seu primo Frederico III da Lorena, Conrado II deu-lhe a Lotaríngia Superior, restaurando assim a antiga Lotaríngia. Em outubro de 1037, viu-se na necessidade de defender os seus ducados contra Eudes II de Blois, conde de Meaux e de Troyes, que procurou criar um reino entre a França e Germânia. Gotelão I vencê-lo em 15 de novembro de 1037 no Ducado de Bar, tendo Eudes II de Blois, vindo a morrer algum tempo mais tarde.

Gotelão I consegue manter Drente, que havia herdado de seu irmão Godofredo, apesar das investidas de Henrique II e Conrado II que tentaram construir a igreja de Utrecht como forma de afirmação sobre o território.[2]

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Ele era o filho mais novo de Godofredo de Verdun "o cativo", conde de Verdun e Matilda da Saxónia (? - 1008).

Foi casado por duas vezes.

Uma com Ermengarda de Lorena, de quem teve:

  1. Godofredo da Lorena (c. 997 - 1069)[3] "o Barbudo", Duque de Lotaríngia Inferior e Superior, casado com Duda da Lorena.

O segundo casamento foi com Barba de Lebarten, filha de Otão III de Lebarten e de Lucardo de Linselstein[4][5][6], de quem teve:

  1. Frederico da Lorena (? - 1058), que se tornou papa sob o nome de Papa Estêvão IX[7].
  2. Odão da Lorena, que se casou com Lamberto II de Lovaina (? - 1062), Conde de Lovaina.
  3. Regelinda da Baixa Lotaríngia (c. 1038 - 1067), casada com Alberto II de Namur (10001064) foi conde de Namur entre os anos de 1018 e 1062. Como dote Regelinda levou o valor simbólico de Durbuy.
  4. Matilda da Lorena, casada com Sigebaldo de Santois (? - antes de 1049), e depois da morte deste com Henrique da Lotaríngia "o Furioso" (? - 1061), Conde Palatino da Lotaríngia, que foi assassinado em 1061.
  5. Gotelão II da Lorena (provavelmente já está morto em 1046).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ernst Steindorff, Gozelo, Herzog von Lothringen. Allgemeine Deutsche Biographie (ADB). 9, Duncker & Humblot, Leipzig 1879, S. 531 f.
  • Fritz Weigle, Gozelo I., Neue Deutsche Biographie (NDB). 6, Duncker & Humblot, Berlin 1964, S. 693.
  • Michel Parisse, Gozelo, Hzg. v. Lothringen. Lexikon des Mittelalters (LexMA). 4, Artemis & Winkler, München/Zürich 1989, ISBN 3-7608-8904-2, Sp. 1616.

Referências

  1. Sa généalogie sur le site Medieval Lands
  2. Leon Vanderkindere], Formação belgas principados territoriais na Idade Média, vol. II, em Bruxelas, H. Lamertin, 1902 (reimpressão. 1981), 88
  3. Boshof, E., "Lothringen, Frankreich und das Reich in der Regierungszeit Heinrichs III." Rheinische Vierteljahrsblätter 42 (Bonn, 1978) 63-127.
  4. Genealogiequebec.info
  5. Genealogieonline.nl
  6. Thefullwiki.org
  7. Encyclopedia (1913)/Pope Stephen (IX) X