Grasshopper 3D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Grasshopper 3D
Desenvolvedor David Rutten at Robert McNeel & Associates
Plataforma PC e MAC
Versão estável 5.0 (abril de 2014)
Sistema operacional Windows, Mac OS
Gênero(s) modelagem 3D
Licença Proprietário EULA
Página oficial / www.grasshopper3d.com

O Grasshopper é uma linguagem de programação visual que se executa no programa de desenho auxiliado por computador (CAD) chamado Rhinoceros 3D, popularmente conhecido como Rhino. Importante destacar que o Rhino utiliza como geometria nativa as assim conhecidas NURBS. O programa foi criado por David Rutten na Robert McNeel & Associates. [1] [2] Os componentes são criados arrastando os mesmos para uma tela (canvas). As saídas para esses componentes são então conectadas às entradas dos componentes subsequentes, desenadenando uma série de interelações entre todo o conjunto.

O Grasshopper a partir da versão 6 do Rhino já vem incorporado. Até a versão 5 era um plugin. Permite automatizar processos repetitivos por meio de programação visual. Se criam componentes que podemos aplicar a qualquer projeto, tornando-o paramétrico. Um modelo paramétrico permite interações extremamente rápidas.

O Grasshopper é usado principalmente para criar algoritmos generativos, como para arte generativa. [3] [4] Muitos dos componentes do Grasshopper criam geometria 3D. [5] Os programas também podem conter outros tipos de algoritmos, incluindo aplicativos numéricos, textuais, [6] audiovisuais [7] e hápticos. [8]

Os usos avançados do Grasshopper incluem modelagem paramétrica para engenharia estrutural, [9] modelagem paramétrica para arquitetura e fabricação, [10] análise de desempenho de iluminação para arquitetura ecológica [11] e consumo de energia na edificação. [11]

A primeira versão do Grasshopper, então chamada Explicit History, foi lançada em setembro de 2007. [12] [13] O Grasshopper se tornou parte do conjunto de ferramentas padrão do Rhino no Rhino 6.0 e posterior.

A AEC Magazine declarou que o Grasshopper é "Popular entre estudantes e profissionais, a ferramenta de modelagem Rhino da McNeel Associate é endêmica no mundo do design arquitetônico. O novo ambiente do Grasshopper fornece uma maneira intuitiva de explorar projetos sem ter que aprender a escrever." [14] essa alegação veio do design do produto [15] e da arquitetura. [16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]

Referencias[editar | editar código-fonte]

1.      Tedeschi, Arturo (January 2011). "Intervista a David Rutten". MixExperience Tools1 (in Italian and English). Naples, Italy: MixExperience. pp. 28–29. Retrieved February 8,2011.

2.     Tedeschi, Arturo (January 2011). "Intervista a David Rutten". MixExperience Tools1 (in Italian and English). Naples, Italy: MixExperience. pp. 28–29. Retrieved February 8,2011.

3.     Loomis, Mark (Dec 23, 2010). "About Generative Design platforms by Mark Loomis" (Blog). Designplaygrounds.

4.     Loomis, Mark (Jan 10, 2011). "Rhino Grasshopper VS Generative Components" (Blog). Designplaygrounds. Retrieved Feb 9, 2011.

5.     Akos, Gil; Parsons, Ronnie. A sample of grasshopper generated forms (Blog). StudioMode Beta.

6.     A list of functions to link to datastreams containing numbers and text information Fraguada, Luis. "LaN co-director".

7.     Andrew, Kudless (July 2011). "Biodigital Architecture Master". Biodynamic Structures Workshop. California College of the Arts, San Francisco: AA San Francisco Visiting School. pp. photos. Retrieved Feb 9, 2011.

8.    Payne, Andrew, Using a WII Nunchuck to Control Grasshopper

9.     Georgiou, Odysseas (2011-10-12). Performance Based Interactive Analysis (Computational Design Modeling: Proceedings of the Design Modeling Symposium Berlin 2011). Springer Science & Business Media. ISBN 978-3642234354.

10.  Tedeschi, Arturo (2011). Parametric Architecture with Grasshopper: Primer. Le Penseur. ISBN 978-8895315102.

11.  Ir para:a b Willis, Dan (2016-06-23). Energy Accounts: Architectural Representations of Energy, Climate, and the Future. Routledge. ISBN 978-1317428787.

12.  "GH's Origin? – Grasshopper". www.grasshopper3d.com. Retrieved 2019-08-20.

13.  Rutten, David (2013). "Back home". I Eat Bugs for Breakfast.

14.  Day, Martyn (June 2, 2009). "Rhino Grasshopper". AEC Magazine. Retrieved 7 February 2011.

15.  Novak, James; Loy, Jennifer (2017-02-09). "Recoding Product Design Education: Visual Coding for Human Machine Interfaces". KnE Engineering. 2 (2): 227. doi:10.18502/keg.v2i2.620. hdl:10536/DRO/DU:30120570. ISSN 2518-6841.

16.  Celani, Gabriela; Vaz, Carlos Eduardo Verzola (2012). "CAD Scripting and Visual Programming Languages for Implementing Computational Design Concepts: A Comparison from a Pedagogical Point of View". International Journal of Architectural Computing. 10 (1): 121–137. doi:10.1260/1478-0771.10.1.121. ISSN 1478-0771.

17 Samadi et al. (2019). A computational approach for achieving optimum daylight inside buildings through automated kinetic shading systems. https://doi.org/10.1016/j.foar.2019.10.004