Grau (gramática)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O grau de substantivo, adjetivo ou advérbio, pode ser definido como um atributo da palavra que confere noções de gradação[1] (quantidade, tamanho ou intensidade) ao objeto a que a palavra se refere[2][3][4]. O grau pode ser expresso pela própria denotação da palavra ("o pouco" e "o muito" já contém seus próprios graus)[5], por sua flexão (casa, casinha, casão)[5] ou por construção sintática que lhe incida (tão bonito, menos bonito, mais bonito)[5].

Graus do Substantivo[editar | editar código-fonte]

  • Grau normal (sem indicação de gradação)[6][7]: casa, copo, fogo
  • Grau aumentativo: casão, copázio, fogaréu
  • Grau diminutivo: casinha, copinho, foguito

Formas[editar | editar código-fonte]

Pode ser estabelecido de duas formas:

  • Analítica: pelo acréscimo de palavras que expressem aumento ou diminuição, tais como muito, pouco, pequeno, grande etc.
Este armário é muito grande para mim.
Quanto a este computador, acho-o um tanto lento com relação ao que tenho lá em casa.
  • Sintética: a palavra não precisa estar acompanhado de outra, por condição de sua denotação ou por flexão, obtida por acréscimo de sufixos que expressem aumento ou diminuição, tais como -inho, -ão, -arra, -zarrão, -ázio, -aréu etc.
O pouco[5] que se sabe.
O muito[5] que falta.
Que homenzarrão é esse, Cássia?
Que gracinha de criancinha bonitinha!

Exemplos do Grau Aumentativo[editar | editar código-fonte]

  • Analítico
Quando comprei esta casa, nunca havia imaginado que ela seria tão grande assim.
À custa de muito esforço consegui empurrar aquela caixa rampa acima.
  • Sintético
Complicadíssima essa integral, não é,Valdimir?
Sílvio Santos é um homem riquíssimo: ele é dono de mais de cinquenta empresas!

Exemplos do Grau Diminutivo[editar | editar código-fonte]

  • Analítico
Essas letras são tão miúdas que não as consigo ler nem com estes óculos!
Meu computador é uma flecha. Ele faz o backup do banco de dados do Fórum Sobre Idiomas em uns poucos minutos.
  • Sintético
miudinho, miudinho!"
"Sêo Mundinho, como era conhecido o Dr. Raimundo Raicai, fazia poesias alegremente."

Graus do Adjetivo[editar | editar código-fonte]

Adjetivos se flexionam em duas classes de graus: os comparativos e os superlativos. Enquanto os comparativos se relacionam a uma comparação entre dois seres, os superlativos estabelecem uma comparação entre o ser e os outros elementos da classe que participa.

Exemplos de Comparativos[editar | editar código-fonte]

  • Maria era mais dedicada a Cristo que Marta.
  • Jorge fez mais pontos no jogo de basquete que Adriano.
  • Português é muito mais fácil do que Física.
  • Humberto é mais dedicado a Dalmo do que Hernandes.

Exemplos de Superlativos[editar | editar código-fonte]

  • Essa última prova que fiz foi facílima!
  • Esta jarra que comprastes é antiquíssima!
  • Pedro achava que Biologia era a matéria mais interessante de todas.
  • A Wikipédia é a melhor enciclopédia do mundo.
  • Incrível como esse grandioso projeto continua em frente, apesar dos pesares.

Referências[editar | editar código-fonte]