Grupo Luni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O grupo musical Luni, sucesso na década de 80, era formado por Marisa Orth, Natália Barros, Théo Wernek, André Gordon, Fernando Figueiredo, Kuki Stolarky, Lelena Anhaia e pela dupla francesa Gilles Eduak e Lloyd Bonnemaison.

Formado em 1986, em São Paulo, o grupo gravou em 1988 um único disco, que trazia o já clássico hit The Best, além de outras duas faixas que também fizeram sucesso: Taxi e Johnny. O álbum foi relançado em 2001, pela série Arquivo Warner. [1]

Contemporâneo de bandas como Os Mulheres Negras e Nouvelle Cuisine, em pleno "boom" do rock brasileiro, o Luni surpreendia o público com apresentações provocantes e canções ousadas, além um visual brega e despojado. Além dos figurinos e repertório, o grupo destacava-se por fazer espetáculos multimídia, trazendo para o palco companhias de dança, teatro e circo. [2]

A banda ficou nacionalmente conhecida quando fez a abertura da novela Que rei sou eu?, com a música Rap do Rei, mas dissolveu-se em 1992 em função das oportunidades irrecusáveis que foram surgindo na vida dos integrantes da banda.

Em maio de 2002 a banda fez uma turnê de revival, no Teatro do Sesc Pompéia, em São Paulo. Depois disso cada intergrante voltou a seguir com suas carreiras.

Em 2006, Marisa Orth reuniu-se com alguns integrantes da banda (Fernando Figueiredo e Natália Barros) para participar da regravação de Agora É Moda, sucesso de Rita Lee em 1978. O registro foi feito para o CD Até o Fim, do cantor Hugo Casarini, produzido por Ruben Feffer, que tocou teclado na banda desde 1991.

Referências

  1. Beth (10 de abril de 2011). «Grupo Luni». Diário da Música > Café com a Beth. Consultado em 2 de junho de 2012. 
  2. «Biografia - Luni». Som 13. Consultado em 2 de junho de 2012.