Guglielmo Sirleto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guglielmo Sirleto
Cardeal da Igreja Católica
Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé
CardealGuglielmo Sirleto, numa pintura de Jacopino del Conte em 1580
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 18 de janeiro de 1580
Predecessor Dom Arcangelo Cardeal de' Bianchi, O.P.
Sucessor Dom Marco Antônio Cardeal Colonna
Mandato 1580 - 1585
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 6 de setembro de 1566
Ordenação episcopal 13 de outubro de 1566
por Papa Pio V, O.P.
Nomeado arcebispo 9 de julho de 1560
Cardinalato
Criação 12 de março de 1565
por Papa Pio IV
Ordem Cardeal-diácono (1560-1563)
Cardeal-presbítero (1563-1584)
Título São Lourenço em Panisperna
Dados pessoais
Nascimento Guardavalle
1514
Morte Roma
6 de outubro de 1587 (73 anos)
Nacionalidade italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Guglielmo Sirleto (Guardavalle, 1514Roma, 6 de outubro de 1585) foi um cardeal italiano com o título de São Lourenço em Palisperna, Bibliotecário da Biblioteca Vaticana e convidado por papa Gregório XIII para presidir à comissão para a reforma do Calendário.

Natural de Guardavalle, perto de Stilo, que então pertencia ao reino de Nápoles, actualmente na região da Calábria (1514). Estudou hebreu, grego, latim, filosofia, matemática e teologia em Nápoles.

De Nápoles foi para Roma em 1540 onde começou a trabalhar com o Cardeal Cervini, um dos presidentes do Concílio de Trento, eleito Papa Marcelo II (1555).

Em Roma trabalhou sucessivamente com três papas: Papa Marcelo II, Papa Paulo IV e Papa Gregório XIII.

O Papa Marcelo II nomeou-o secretário para os memoriais e depositário na Biblioteca do Vaticano. No mesmo ano de 1555, já durante o Pontificado do Paulo IV (1555-1559) foi nomeado Protonotário apostólico e depois escolhido para cardeal no Consistório de 12 de Março de 1565, com o título de São Lourenço in Panisperna. A seguir foi-lhe atribuída a diocese de São Marcos (1566), na Calábria e depois a de Squillace (1568), na mesma região.

Em 1572 renunciou à diocese para fixar residência em Roma, a pedido do Papa Gregório XIII, para assumir o cargo de Bibliotecário da Biblioteca do Vaticano. Nessas funções é convidado também para presidir à Comissão para a Reforma do Calendário e às Comissões para a Reforma do Breviário Romano, do Missal Romano, do Catecismo Romano e dirigir a nova edição do Martirológio Romano. Foi ainda nomeado Camerlengo do Sacro Colégio em 1584-1585.

Como cardeal participou nos conclaves de 1565-566 que elegeu Papa Pio V, no de 1572 que elegeu papa Gregório XIII e no de 1585 que elegeu papa Sisto V.


Referências

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.