Hígia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hígia
Deusa da saúde
Hígia
Museus Capitolinos
Romano equivalente Salus

Hígia (em grego antigo: Ὑγίεια), na mitologia grega, era a filha de Esculápio. Era a deusa da saúde, limpeza e sanidade (e posteriormente: a Lua), exercia uma importante parte no culto do pai. Enquanto seu pai era mais associado diretamente com a cura, ela era associada com a prevenção da doença e a continuação da boa saúde. Seu equivalente na mitologia romana era Salus.

Hígia era assunto de um culto local desde pelo menos o século VII a.C. era "Atena Hígia" era um dos títulos dados a Atena, como Plutarco reconta:

No entanto, o culto de Hígia como uma deusa independente não começou a ser divulgado até o Oráculo de Delfos a ter reconhecido, e depois da devastadora praga sobre Atenas em 429 e 427 a.C. e em Roma em 293 a.C.. Seus templos primários eram em Epidauro, Corinto, Cós e Pérgamo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hígia