Hans Joachim Sewering

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hans Joachim Sewering (30 de janeiro de 191618 de junho de 2010) foi um médico alemão. Na Segunda Guerra Mundial foi acusado de ter participado da transferência de 900 crianças deficientes católicas em um acampamento onde elas foram mortas.[1][2]

Referências

  1. de Quetteville, Harry (25 de maio de 2008). «German doctor 'who sent 900 children to Nazi camp' honoured». The Telegraph. Consultado em 12 de agosto de 2008 
  2. Hall, Alan (26 de maio de 2008). «German doctor accused of euthanasia given honour». The Scotsman. Consultado em 12 de agosto de 2008