Harold J. Berman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Harold J. Berman
Nascimento 13 de fevereiro de 1918
Hartford, CT, Estados Unidos
Morte 13 de novembro de 2007 (89 anos)
Nova York, NY, Estados Unidos
Nacionalidade  Estados Unidos
Alma mater Dartmouth College
Universidade Yale
Ocupação Jurista
Magnum opus Law and Revolution: The Formation of the Western Legal Tradition (1983)
Campo(s) Direito Comparado
História do Direito

Harold J. Berman (Hartford, 13 de fevereiro de 1918Nova Iorque, 13 de novembro de 2007) foi um jurista estadunidense, especialista Direito Comparado e História do Direito.[1][2] É descrito como um dos grandes polímatas do Direito.[3][4][5]

Formação[editar | editar código-fonte]

Bacharel em Artes pelo Dartmouth College em 1938 e Mestre e Doutor em Direito pela Universidade Yale, em 1942 e 1947, respectivamente. Serviu o Exército dos Estados Unidos como criptógrafo durante a Segunda Guerra Mundial, tendo recebido a Estrela de Bronze pelo seu serviço.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entrou para o corpo docente da Escola de Direito de Harvard em 1948, onde construiu reputação como um dos mais conhecidos estudiosos do direito da União Soviética. Por tal expertise, foi visitante freqüente em universidades russas durante a Guerra Fria, mesmo durante o auge do Macartismo. Em 1958, representou como advogado o espólio de Arthur Conan Doyle perante os tribunais soviéticos, em uma tentativa de coletar royalties de direitos autorais do governo da URSS.

Deixou Harvard em 1985, assumindo a cátedra Robert W. Woodruff da Faculdade de Direito da Universidade Emory. Berman foi um dos pioneiros do estudo do direito e da religião. Desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do Centro para o Estudo do Direito e Religião da instituição, onde atuou como pesquisador sênior.

Em 1991, foi agraciado com o grau de Doutor honoris causa pela Universidade Católica da América e em 1995 pelo Seminário Teológico da Virgínia. Em 2000 foi a vez da Academia Russa de Ciências Jurídicas galardoá-lo com a distinção. Foi eleito fellow da Academia Americana de Artes e Ciências em 1997.[6]

Em 2005, representou como advogado o líder religioso estadunidense Pat Robertson como amicus curiae perante a Suprema Corte americana no processo Van Orden v. Perry, defendendo a constitucionalidade da exibição de um memorial aosDez Mandamentos no capitólio do Estado do Texas.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Law and Revolution: The Impact of the Protestant Reformations on the Western Legal Tradition. Cambridge: Harvard University Press, 2003.
  • Faith and Order: The Reconciliation of Law and Religion. Atlanta: Scholars Press for Emory University, 1993.
  • Law and Revolution: The Formation of the Western Legal Tradition. Cambridge: Harvard University Press, 1983.
  • Talks on American law. Washington: Voice of America, 1978.
  • The interaction of law and religion. Nashville: Abingdon Press, 1974.
  • Basic laws on the structure of the Soviet state. Cambridge: Harvard University Press, 1969. (co-autoria com John B. Quigley).
  • Disarmament inspection under Soviet law. Dobbs Ferry: Oceana, 1967.
  • The nature and functions of law. Brooklyn : The Foundation Press, 1966.
  • Soviet criminal law and procedure. Cambridge: Harvard University Press, 1966.
  • Soviet heirs in American courts. New York: Columbia University Press, 1962.
  • The legal framework of trade between planned and market economies: the Soviet-American example. Durham: Duke University Press, 1959.
  • Soviet military law and administration. Cambridge: Harvard University Press, 1955. (co-autoria com Miroslav Kerner).
  • Soviet law in action: The Recollected Cases of a Soviet Lawyer. Cambridge: Harvard University Press, 1953. (co-autoria com Boris A Konstantinovsky).
  • Justice in Russia: an interpretation of Soviet law. Cambridge: Harvard University Press, 1950.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Issues Archive - Harvard Law Today». www.law.harvard.edu. Consultado em 9 de abril de 2018 
  2. «Harold J. Berman, 89, Who Altered Beliefs About Origins of Western Law, Dies» 
  3. April L. Bogle, Ginger Pyron, When law and religion meet: the point of convergence, Wm. B. Eerdmans Publishing, 2007, p. 12, ISBN 0-8028-6294-2, ISBN 978-0-8028-6294-5
  4. "In Praise of a Legal Polymath: A Special Issue Dedicated to the Memory of Harold J. Berman (1918–2007)," Emory Law Journal, Vol. 57, No. 6 (2008): 1393-1470
  5. Thomas C. Arthur and John Witte, Jr., "The Foundations of Law: Introduction", 54 Emory Law Journal, 1-375 (2005).
  6. «Book of Members, 1780–2010: Chapter B» (PDF)