Harvey Sacks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Harvey Sacks
Nascimento 19 de julho de 1935
Morte 14 de novembro de 1975 (40 anos)
Cidadania Estados Unidos
Ocupação sociólogo, linguista
Causa da morte acidente rodoviário

Harvey Sacks (19 de julho de 1935 – 14 de novembro 1975) foi um sociólogo estadunidense. Influenciado pela etnometodologia, é considerado um dos fundadores da análise da conversação, tendo sido um dos desenvolvedores de conceitos como tomada de turno, pares adjacentes, abertura e fechamento conversacional, preferência de seleção de falante e pré-sequência.[1][2] Morto aos quarenta anos em um acidente de carro, boa parte de sua obra foi publicada postumamente.[3][1][4]

Carreira acadêmica[editar | editar código-fonte]

Sacks obteve seu título de doutor em sociologia pela Universidade da Califórnia em Berkeley em 1966. Era bacharel em direito pela Yale Law School e bacharel em artes pelo Columbia College.[5]

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • Sociological Description, in Berkeley Journal of Sociology, 8:1-16. 1963.
  • Com Harold Garfinkel, On formal structures of practical action, in: J.C. McKinney and E.A. Tiryakian (eds.), Theoretical Sociology, Appleton-Century-Crofts, New York, 1970, pp.338-366. Reprinted in H. Garfinkel, ed., (1986) Ethnomethodological Studies of Work, 160-193. 1970.
  • An Initial Investigation of the Usability of Conversational Data for Doing Sociology, in D. Sudnow (ed.) Studies in Social Interaction, Free Press, New York, pp. 31-74. 1972.
  • Notes on Police Assessment of Moral Character. In D.N. Sudnow (ed.) Studies in Social Interaction, Free Press, New York, NY, pp. 280-293. 1972.
  • On the Analyzability of Stories by Children, in R. Turner (ed.) Ethnomethodology, Penguin, Harmondsworth, pp. 216-232. 1974.
  • An Analysis of the Course of a Joke's telling in Conversation, in R. Bauman and J.F. Sherzer (eds.) Explorations in the Ethnography of Speaking. Cambridge, UK; Cambridge University Press, 1974. pp. 337-353.
  • Com Emanuel Schegloff e Gail Jefferson. A Simplest Systematics for the Organisation of Turn-Taking for Conversation, in Language, 50:696-735. 1974.
  • Lectures on Conversation, Volumes I and II, Edited by G. Jefferson with Introduction by E.A. Schegloff, Blackwell, Oxford. 1992

Referências

  1. a b Baker, Paul, 1972- (2011). Key terms in discourse analysis. New York, N.Y.: Continuum International Pub. Group. ISBN 9781441173133. OCLC 703257723 
  2. Fitzgerald, Richard (1 de abril de 2019). «The data and methodology of Harvey Sacks: Lessons from the archive». Journal of Pragmatics. 143: 205–214. ISSN 0378-2166. doi:10.1016/j.pragma.2018.04.005 
  3. «Prof. Harvey Sacks». The New York Times (em inglês). 19 de novembro de 1975. ISSN 0362-4331 
  4. «Harvey Sacks (1935-1975)». English Language and Linguistics Online. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  5. Schegloff, Emanuel A. (1 de dezembro de 1989). «Harvey Sacks — Lectures 1964–1965 an introduction/memoir». Human Studies (em inglês). 12 (3): 185–209. ISSN 1572-851X. doi:10.1007/BF00142761 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]