Henrique VII da Germânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para o Sacro Imperador Romano-Germânico, veja Henrique VII (imperador do Sacro Império Romano-Germânico).
Henrique VII da Germânia
Nascimento 1211
Palermo
Morte 12 de fevereiro de 1242 (31 anos)
Martirano
Sepultamento Cosenza
Etnia alemães
Progenitores Pai:Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico
Cônjuge Margarida da Áustria
Irmão(s) Ana de Hohenstaufen, Margarida da Sicília, Conrado IV da Germânia, Manfredo da Sicília, Frederico de Antioquia, Enzio da Sardenha, Ladislau III da Hungria, Frederico de Pettorano
Ocupação escritor, poeta
Título duque
Attributed Coat of Arms of Henry VII, King of Germany (according to Matthew Paris, Historia Anglorum).svg
Causa da morte lepra

Henrique VII da Germânia (1211, Sicília10 de Fevereiro de 1242, Martirano) foi o primeiro filho de Frederico II da Germânia e da sua primeira esposa, Constança de Aragão. Teve os títulos de duque da Suábia, reitor da Borgonha e foi pretendente ao título imperial; tendo sido um membro da dinastia Hohenstaufen, foi Rei da Sicília de 1212 até 1217 e Rei da Alemanha (formalmente Rei dos romanos Rex Romanorum) de 1220 até 1235, como filho e co-governante do imperador [[Frederico II, imperador romano santo. Ele era o sétimo Henry a governar a Alemanha, mas para evitar a confusão com o imperador Henrique VII do Sacro Império Romano-Germânico, ele geralmente é numerado como Henry (VII).[1]

O imperador Frederico II tinha conseguido que o papa Inocêncio III abençoasse Henrique com a coroa da Sicília, uma vez que havia um acordo segundo o qual os reinos da Sicília e da Germânia não deviam estar sob o mesmo monarca. No entanto, em 1220, através duma lei denominada Confoederatio cum principibus ecclesiasticis (Tratado com os príncipes da igreja), Frederico convenceu os príncipes germânicos a elegerem Henrique seu rei, uma vez que ele estava mais interessado na Itália; a partir dessa altura, Henrique deixou de usar o título de rei da Sicília.

O jovem Henrique ficou sob a tutela de Enguelberto I, Arcebispo de Colónia, que o coroou em Aachen, a 8 de Maio de 1222. Depois da morte deste, em 1225, Henrique ficou ao cuidado de Luís I da Baviera mas, em 1228, suspeitou que este estivesse a conspirar com o papa contra seu pai, forçou Luís a submeter-se e virou-se então contra o bispo de Strasbourg. Os príncipes não apoiaram estas políticas a favor das cidades-estado e forçaram-no a emitir um Statutum in favorem principum (Estatuto a favor dos príncipes), em Worms, no dia 1 de Maio de 1231; estes acontecimentos enfureceram o imperador, que precisava do apoio dos príncipes germânicos para prosseguir o domínio da Itália.

Em 1232, Henrique reforçou os laços entre os Hohenstaufen (a sua linhagem real) e a casa real francesa dos Capetos e, no ano seguinte, subjugou Otão II do Palatinado, filho de Luís da Baviera. No ano seguinte, contudo, Henrique causou novamente a ira de seu pai ao intervir contra o inquisidor Conrado de Marburgo, enquanto Frederico tentava aliar-se com o papa Gregório IX contra os lombardos. O imperador retirou o poder real a Henrique a 5 de Julho de 1234 e então Henrique revoltou-se e fez uma aliança com os lombardos. Ele foi forçado a submeter-se a seu pai a 2 de Julho de 1235, em Wimpfen, perdendo o apoio dos príncipes germânicos. Henrique foi formalmente julgado a 4 de Julho de 1235, em Worms e destronado. O seu irmão mais novo Conrado foi nomeado duque da Suábia e eleito Rei da Germânia.

Depois de vários anos preso, Henrique morreu em 1242, em Martirano, supostamente em consequência duma tentativa de suicídio. No entanto, seu pai deu-lhe um funeral real e os seus restos foram sepultados na catedral de Cosenza.

Referências

  1. David Abulafia, Frederick II: A Medieval Emperor, (Oxford University Press, 1992), 229.
Precedido por
Frederico I
Rei da Sicília
12121217
(co-rei)
Sucedido por
Frederico I