Higiene bucal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

A Higiene bucal[1][2][3] é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau - hálito (halitose). Higiene bucal é necessária para todas as pessoas manterem a saúde de seus dentes e boca. Uma boa higiene oral pode trazer muitos benefícios, como por exemplo, um hálito fresco e agradável, tornar os dentes e gengivas mais fortes e saudáveis, reduzir a possibilidade de precisar fazer muitos tratamentos odontológicos curativos, gerar mais confiança para se alimentar com segurança.

Cuidados pessoais para a higiene bucal[editar | editar código-fonte]

A frequente e cuidadosa escovação dos dentes com o uso de fio dental e pasta de dente ajuda a prevenir o acúmulo de placas bacterianas e tártaro, os quais podem ocasionar cáries. Se a cárie se desenvolver, o tratamento pode custar caro. Uma boa saúde oral[4] está associada ao bem-estar. Assim, os cuidados preventivos adotados devem ser diários, os quais inclui a escovação e o uso do fio dental. Com esta atitude, você impede que os problemas surjam, além de ser o método menos doloroso e preocupante de se tratar da sua boca.

Os dentes devem ser escovados no mínimo duas vezes por dia, de preferência sempre depois das refeições e antes de dormir, e deve-se usar fio dental pelo menos uma vez por dia. Para algumas pessoas o uso de fio dental pode ser recomendado depois de todas as refeições. Consulte um dentista se precisar orientação sobre as técnicas apropriadas de escovação e uso do fio dental.

Cuidados profissionais para a higiene bucal[editar | editar código-fonte]

A limpeza regular dos dentes por um dentista é importante para remover a placa que pode se desenvolver até mesmo com a cuidadosa escovação e uso de fio dental, especialmente nas áreas que são difíceis para o paciente alcançar sozinho em casa.

Muitos dentistas recomendam a realização de limpeza profissional dos dentes a cada seis meses. Exames e limpezas mais frequentes podem ser necessários durante o tratamento de vários problemas bucais e dentais. O exame rotineiro dos dentes é recomendado pelo menos uma vez por ano.

Sinais de uma boca saudável[editar | editar código-fonte]

  • Gengiva firme e bem aderida aos dentes
  • Hálito agradável
  • Dentes limpos e sem cavidades

Sinais de uma boca que precisa de tratamento dentário[1][editar | editar código-fonte]

  • Gengiva inflamada, flácida e com presença de sangramento
  • Mau hálito ou sensação de odor provenientes de algum dente ou da gengiva
  • Dentes quebrados ou com cavidades
  • Dentes sujos ou com a presença de tártaros
  • Falta de hábitos corretos de higiene bucal
  • Presença de cáries, gengivite ou periodontite
  • Presença de placa bacteriana na superfície dental

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. a b «Higiene Bucal - Tudo que você precisa saber - RMA Odontologia». 2015-05-02. Consultado em 2016-10-05. 
  2. (em português) Copacabanarunners - Higiene Bucal. Página acessada em 26 de Novembro de 2010.
  3. (em português) Copacabanarunners - Saúde Bucal. Acessado em 26 de Novembro de 2010.
  4. (em português) IntegraOdonto - O QUE É BOA HIGIENE ORAL?. Página acessada em 27 de Janeiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]