Ibinda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A língua cabinda [1] (chamada, na própria língua cabinda, ibinda, e antigamente conhecida pelo nome de fiote, hoje considerado pejorativo)[2] é uma língua bantu falada na província de Cabinda (Angola).

Pela origem histórica da população dessa região,a dos povos bantus, o ibinda assemelha-se às demais línguas da mesma origem da região subsariana de África, como o quicongo, o quimbundo, o lingala, o zulu e outros.

O cabinda é uma compilação de diversos dialetos das oito tribos que compõem os cabindenses [3] (o povo ou as populações de Cabinda, incluindo os pertencentes à etnia cabinda ou não, todos os naturais ou residentes da província), havendo diferenças de pronúncia nos diferentes falares entre essas tribos.

Os cabindas fazem parte de uma só etnia, a Bakongo, e do mesmo grupo etnolinguístico, o Kikongo.

As oito tribos são: Bauoio, Bavili, Bakongo, Balingi, Basundi, Bakoki, Baiombe, todas da etnia Bakongo, com infiltrações dos dois Congos, Kinshasa e Brazzaville. A diferença nos dialectos pode ser notada nos termos que designam o nome da própria língua cabinda, que variam de ibinda, kbinda, tchibinda, chibinda, e kibinda.

Apesar das diferenças, todos esses dialectos são classificados como sendo o mesmo idioma.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Definição de 'cabinda' no Dicionário Estraviz». estraviz.org. Consultado em 22 de dezembro de 2016 
  2. «Definição de 'fiote' no Dicionário Estraviz». estraviz.org. Consultado em 22 de dezembro de 2016 
  3. S.A., Priberam Informática,. «Significado / definição de cabindense no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa». dicionario.priberam.pt. Consultado em 22 de dezembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.