Igreja de Cientologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja de Cientologia
Edifício da Igreja em Los Angeles, Califórnia
Fundação Dezembro de 1953
Sede Gold Base, Condado de Riverside, Califórnia
Presidente do Centro Tecnológico Religioso David Miscavige
Sítio oficial www.scientology.org

A Igreja de Cientologia é um grupo de entidades corporativas interconectadas e outras organizações dedicadas à prática, administração e disseminação de Cientologia, que são definidas de várias formas como uma seita, um negócio ou um novo movimento religioso.[1][2] A igreja e o movimento foram objeto de várias controvérsias, e a igreja foi descrita por inquéritos do governo, órgãos parlamentares internacionais, juízes e numerosos julgamentos de tribunais superiores como uma seita e um negócio manipulador e lucrativo.[3][4][5][6][7][8][9][10][11] O governo alemão classifica Cientologia como uma seita anticonstitucional.[12][13] Na França, foi classificado como uma seita perigosa.[14][a] Em alguns países, conseguiu obter reconhecimento legal como religião.[15]

A Igreja da Cientologia Internacional (CSI) é oficialmente a organização dos pais da Igreja da Cientologia e é responsável por orientar as igrejas locais de Cientologia.[16][17][18] Sua sede internacional está localizada na Gold Base, em uma área não incorporada do Condado de Riverside, Califórnia.[19] A Scientology Missions International supervisiona as missões de Cientologia, que são organizações locais de Cientologia menores que as igrejas.[20][21] A Igreja da Tecnologia Espiritual (CST) é a organização que possui todos os direitos autorais da propriedade de L. Ron Hubbard.[2]

Todas as organizações de gestão de Cientologia são controladas exclusivamente por membros da Sea Org, que é uma organização paramilitar legalmente inexistente para o "núcleo de elite mais dedicado dos cientologistas".[2][20] David Miscavige tem o cargo mais alto da Sea Org, detendo o posto de capitão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Um relatório parlamentar de 1995 lista os grupos de Cientologia como seitas e no seu relatório de 2006, MIVILUDES, classificou organizações de Cientologia de forma semelhante como uma seita perigosa.

Referências

  1. Kent, Stephen (2001). «Brainwashing Programs in The Family/Children of God and Scientology». In: Zablocki; Robbins. Misunderstanding Cults: Searching for Objectivity in a Controversial Field. University of Toronto Press. [S.l.: s.n.] pp. 349–358. ISBN 9780802081889 
  2. a b c Urban, Hugh B. (2015). New Age, Neopagan, and New Religious Movements: Alternative Spirituality in Contemporary America. Univ of California Press. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0520281172 
  3. Behar, Richard (6 de maio de 1991). «The Thriving Cult of Greed and Power». TIME Magazine. Consultado em 17 de junho de 2019 
  4. Edge, Peter W. (2006). Religion and law: an introduction. [S.l.]: Ashgate Publishing. ISBN 978-0-7546-3048-7 
  5. Anderson, K.V. (1965). Report of the Board of Enquiry into Scientology (PDF) (Relatório). Estado de Victoria, Austrália. p. 179. Consultado em 30 de junho de 2019. Na realidade, é uma seita médica perigosa 
  6. "Scientology (Written answer)". Debates Parlamentares (Hansard). Reino Unido: House of Commons. 25 de julho de 1968. col. 189–191W.
  7. Hunt, John; de Puig, Luis; Espersen, Ole (5 de fevereiro de 1992). European Council, Recommendation 1178: Sects and New Religious Movements (Relatório). Conselho da Europa. Consultado em 30 de junho de 2019. É um negócio legal, cínico, manipulador e nada mais. 
  8. Cottrell, Richard (1999). Recommendation 1412: Concernant les activités illégales des sectes (Relatório). Conseil d'Europe 
  9. "Church of Scientology". Debates Parlamentares (Hansard). Reino Unido: House of Lords. 17 de dezembro de 1996. col. 1392–1394.
  10. Hubbard and another v. Vosper and another, 1 All ER 1023 (Tribunal de Recurso 19 de novembro de 1971).
  11. RE B & G (Minors: Custody), F.L.R. 493 (Tribunal de Recurso 19 de setembro de 1984).
  12. «Hubbard's Church 'Unconstitutional': Germany Prepares to Ban Scientology - SPIEGEL ONLINE». spiegel.de 
  13. «National Assembly of France report No. 2468». assemblee-nationale.fr 
  14. Le point sur l'Eglise de Scientologie, Le Nouvel Observateur
  15. Weird, Sure. A Cult, No. Washington Post por Mark Oppenheimer, 5 de agosto de 2007
  16. Melton, J. Gordon (setembro de 2000). The Church of Scientology. Signature Books em cooperação com CESNUR. Col: Studies in Contemporary Religions, 1. [S.l.: s.n.] Desde 1981, todas as igrejas e organizações da igreja foram reunidas sob a Igreja Internacional de Cientologia. A primeira Igreja de Cientologia foi incorporada em dezembro de 1953 em Camden, Nova Jérsia pelo escritor de ficção científica L. Ron Hubbard. 
  17. Atack, Jon (1990). A Piece of Blue Sky. Carol Publishing Group. New York, NY: [s.n.] ISBN 978-0-8184-0499-3 
  18. Hubbard, L. Ron. «Pulpateer». Church of Scientology International 
  19. Janet Reitman Inside Scientology: The Story of America's Most Secretive Religion, p. 318, Houghton Mifflin Harcourt, 2011 ISBN 0547549237, 9780547549231
  20. a b Davis, Derek; Hankins, Barry (2003). New Religious Movements and Religious Liberty in America. Baylor University Press. [S.l.: s.n.] pp. 48–49. ISBN 0918954924 
  21. Flinn, Frank K. (2003). Karen Christensen, and David Levinson, ed. Encyclopedia of Community: From the Village to the Virtual World. Sage Publications. pp. 1209–11 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Igreja de Cientologia

Sítios favoráveis

Sítios críticos

Outros

Pesquisas