Igreja de São Gonçalo (Vitória)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja de São Gonçalo
Tipo igreja
Inauguração 1766 (256 anos)
Geografia
Coordenadas 20° 19' 12.407" S 40° 20' 21.678" O
Localização Vitória - Brasil
Patrimônio Património de Influência Portuguesa (base de dados), bem tombado pelo IPHAN, bem tombado pela SEMC

A Igreja de São Gonçalo é um templo católico localizado no centro histórico da Cidade de Vitória, capital do Espírito Santo. A igreja é popularmente conhecida como a igreja dos casamentos duradouros e felizes.

História[editar | editar código-fonte]

No lugar onde hoje está erguido o templo já havia uma capela consagrada a Nossa Senhora do Amparo e da Boa Morte construída pela Irmandade de mesma nominação. Em 1715, a irmandade solicitou ao bispado a permissão para edificação de um novo templo dedicado a São Gonçalo Garcia.[1] Construída em pedra e cal teve sua construção concluída em seis de novembro de 1766 sendo consagrada ao santo português pelo padre Antônio Pereira carneiro e o vigário Antônio Xavier da vila de Vitória[2].

Inicialmente, o orago da igreja teria sido escolhido pela identificação do próprio grupo que fundou a igreja, que era formado por mulatos, assim como era São Gonçalo. Aos poucos, porém, começou a se fazer a associação da igreja e seu orago à sua imagem de festeiro e casamenteiro[3].

Altar-Mor da Igreja de São Gonçalo.

O templo conta com fachada características do barroco, assim como seu altar-mor, com entalhes em madeira pintados a ouro[4]. Porém, segundo fontes secundárias, embora tenha havido uma tentativa de manutenção do estilo barroco por meio das curvas e contracurvas na arquitetura, não é possível afirmar com exatidão que pertença a tal estilo, possivelmente está mais para o século XIX.

Na igreja encontram-se duas imagens portuguesas do século XVII oriundas da Igreja de São Tiago (atual Palácio Anchieta): a de Santo Inácio de Loiola e a de São Francisco Xavier. São as mais preciosas e belas imagens sacras existentes no estado[1].

Tombamento e Atualidade[editar | editar código-fonte]

A igreja viveu seu período áureo no século XX, pois serviu como sede paroquial e exerceu as funções de Matriz e Catedral de Vitória.

No dia oito de novembro de 1948 foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Devido à sua beleza e à importância que ganhou no último século, se tornou uma das preferidas dos noivos para casamentos, passando a ser conhecida como a Igreja dos Casamentos Duradouros e Felizes[5]. Apesar de ser bastante conhecida, ela não possui atividade regular e seus ofícios religiosos hoje são realizados na Catedral Metropolitana de Vitória[6].

Visitação[editar | editar código-fonte]

Em 2006, a Igreja de São Gonçalo entrou para o Visitar, um projeto da Prefeitura Municipal de Vitória, em conjunto com o Instituto Goia, que abriu as portas dos patrimônios do Centro Histórico de Vitória para visitação[7]. Os patrimônios que fazem parte do Visitar são:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Patrimônios Históricos :: A Cidade :: Prefeitura de Vitória». www.vitoria.es.gov.br. Consultado em 24 de dezembro de 2016 
  2. «Vitória em Monumentos: A Igreja de São Gonçalo Garcia». História Capixaba. Consultado em 21 de junho de 2022 
  3. Ferreira, Rachel Diniz; Pereira, Maria Cristina C. L. (2006). «Um caso de homonímia sacra: o orago da Igreja de São Gonçalo (Vitória - ES)». Revista Farol (7): 68–77. ISSN 1517-7858. Consultado em 21 de junho de 2022 
  4. «Visitar Centro Histórico: Igreja de São Gonçalo estará em festa». Prefeitura de Vitória. Consultado em 21 de junho de 2022 
  5. Canal Filho, Pedro; Reis, Fabio Paiva; Andrade, Marcela Oliveira de; Blank, Bruno (2010). A Igreja de São Gonçalo Garcia. Vitória: Edufes. ISBN 978-85-7772-062-0 
  6. Vitória, Folha (27 de novembro de 2015). «Série Ícones do Espírito Santo: Igreja de São Gonçalo é conhecida pelos casamentos duradouros». Folha Vitória. Consultado em 21 de junho de 2022 
  7. «Projeto Visitar». Prefeitura de Vitória. Consultado em 3 de junho de 2022