Igreja de Santa Maria do Caminho (Santiago de Compostela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja de Santa Maria do Caminho
Igrexa de Santa María do Camiño
Iglesia de Santa María del Camino
Fachada
Estilo dominante Neoclássico
Arquiteto Miguel Ferro Caaveiro
Fim da construção Fim do século XVIII
Geografia
País Flag of Spain.svg Espanha
Cidade Santiago de Compostela
Coordenadas 42° 52' 53.8" N 8° 32' 27.5" O
Localização da Igreja de Santa Maria do Caminho no centro histórico de Santiago de Compostela
Igreja de Santa Maria do Caminho está localizado em: Santiago de Compostela
Igreja de Santa Maria do Caminho

A Igreja de Santa Maria do Caminho (em galego: Igrexa de Santa María do Camiño; em castelhano: Iglesia de Santa María del Camino) é uma igreja neoclássica do século XVIII, originalmente construída no século XIII, senão antes, situada no centro histórico de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A primeira referência conhecida da igreja encontra-se no testamento do cardeal Santiago Lorenzo Domínguez, datado de 1276, onde é mencionada juntamente com outras igrejas e ermidas.[1] A igreja ergue-se junto à Porta do Caminho, por onde o Caminho Francês entra na cidade muralhada, a antiga Porta Francigena, referida no Códice Calixtino (século XII) como “primus introitus” da urbe. Do lado de fora da muralha situava-se o arrabalde de São Pedro de Fora, o primeiro e possivelmente o mais populoso de Santiago.[2] Junto à igreja existiuo hospital de São Miguel, destinado a peregrinos, que é mencionado em 1400 no testamento do cónego de Santiago Ruy Sánchez de Moscoso, que doou a sua residência para esse fim. O hospital serviu depois para acolher «pobres e enfermos, naturais do Reino», tendo sido anexado ao Hospital de São Roque em 1760.[3]

O edifício original, de estilo românico,[4] foi parcialmente demolido entre 1747 e 1749 para reconstruir a capela-mor, aumentando-lhe a altura. Poucos anos depois, foi reconstruída a fachada, segundo projeto do arquiteto Miguel Ferro Caaveiro, que terminou as obras c. 1770.[5] A fachada é decorada com elementos barrocos e neoclássicos, e nela se destaca o grande óculo, coberto com uma coroa laureada de talha excecional. Por cima ergue-se um pequeno campanário. A porta é enquadrada por quatro pilastras jónicas gigantescas, que sustentam o frontão.[6]

A igreja tem uma só nave dividida em cinco tramos por separados por arcos e com abóbada de aresta. Nas paredes há capelas laterais de ar mais classicista.[6]

No interior destacam-se a imagem neoclássica da Imaculada Conceição pisando a cobra, da autoria do escultor compostelano Manuel Prado Mariño, um retábulo-mor realizado em 1758 por Manuel de Leis e imagens rococó de Bieito Silveira.[4][7]

Referências

  1. Valdés Blanco-Rajoy, Rosario (2011), «La Capilla de los Neira de Luaces en la iglesia compostelana de Santa María do Camiño (Ss. XVI-XIX)» (PDF), Cuadernos de Estudios Gallegos, ISSN 0210-847X (em espanhol), LVIII (124), consultado em 10 de agosto de 2013. 
  2. Valdés Blanco-Rajoy 2011, p. 151-152.
  3. Valdés Blanco-Rajoy 2011, p. 155.
  4. a b «Igreja de Santa Maria do Camiño». www.santiagoturismo.com. Consultado em 10 de agosto de 2013. 
  5. Valdés Blanco-Rajoy 2011, p. 158.
  6. a b «Igrexa de Santa María do Camiño». www.turgalicia.es (em galego). Junta da Galiza. Consultado em 10 de agosto de 2013. 
  7. «Iglesia de Santa María del Camino». cvc.cervantes.es (em espanhol). Centro Virtual Cervantes. Instituto Cervantes. Consultado em 10 de agosto de 2013.