Indulto Agatha Christie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O "Indulto Agatha Christie" é um apelido aplicado à permissão concedida em 1971 pelo Papa Paulo VI para o uso da Missa Tridentina em Inglaterra e País de Gales. "Indulto" é um termo católico de Direito Canônico referindo-se a uma permissão para fazer algo que de outra forma seria proibido.

Após a introdução da Missa de Paulo VI para substituir o antigo rito em 1969-70, uma petição foi enviada ao Papa pedindo que fosse permitido o uso do rito tridentino por aqueles que desejassem na Inglaterra e no País de Gales.

A história diz que o Papa Paulo VI estava lendo silenciosamente a lista de signatários e, de repente, disse: "Ah, Agatha Christie!" e assinou a sua aprovação. Desde então tem sido conhecida, informalmente, em círculos tradicionais como Indulto Agatha Christie. [1]

Signatários [1] [editar | editar código-fonte]

Referências