Irina Bokova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irina Bokova
Irina Bokova em 2009
Diretora-geral da UNESCO Unesco
Período 15 de outubro de 2009
10 de novembro de 2017
Secretário-geral Ban Ki-moon
Antecessor(a) Kōichirō Matsuura
Sucessor(a) Audrey Azoulay
Dados pessoais
Nascimento 12 de julho de 1952 (65 anos)
Sófia Sófia, Bulgária Bulgária
Profissão política
Assinatura Assinatura de Irina Bokova

Irina Georgieva Bokova, em búlgaro: Ирина Георгиева Бокова, (Sófia, 12 de julho de 1952) é uma política búlgara, ex-militante comunista[1] e deputada no parlamento búlgaro durante duas legislaturas. Estudou em Moscovo, no Instituto de Relações Internacionais, e na Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. Trabalhou no ministério dos Negócios Estrangeiros da Bulgária e foi embaixadora de seu país em França e no Mónaco.[2]

De 1982 a 1990 foi filiada no Partido Comunista Búlgaro (PCB), que governou a Bulgária de 1946 a 1990, quando o país deixou de ser um Estado socialista. Desde então, é filiada no Partido Socialista Búlgaro (PSB), sucessor do PCB.

Em 22 de setembro de 2009, Bokova foi eleita diretora-geral da UNESCO, derrotando o egípcio Farouk Hosni.[3] Bokova é a primeira mulher e a primeira representante da Europa Oriental a ocupar este cargo das Nações Unidas.

Referências

  1. Cf. "La búlgara Irina Bokova derrota al polémico Faruk Hosni en la votación de la UNESCO", em elpais.com, 22-9-09.
  2. (em francês) Irina Bokova, biografia. unesco.org. Recuperado em 21 de julho 2016
  3. público.pt. «Embaixadora búlgara escolhida para directora-geral da UNESCO». Consultado em 23 de setembro de 2009 

Artigos e entrevistas[editar | editar código-fonte]

"A educação na vanguarda" (Eduaction on the Frontline), publicado em 30 de janeiro de 2013, na revista Global Education Magazine, com motivo do Dia Escolar da Paz e Não Violência.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Koichirō Matsuura
Diretora-Geral da UNESCO
2009 - 2017
Sucedido por
Audrey Azoulay