Isaac Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Isaac Cardoso (Trancoso, 1603 ou 1604- Verona, Itália 1683) foi um médico, filósofo e polemista judeu[1] [2] .

Vida[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Trancoso filho de pais marranos.[3] Estudou Medicina, Filosofia e Teologia na Universidade de Salamanca, tendo exercido medicina em Valhadolide. Em 1632 foi nomeado médico chefe da Corte do rei de Portugal. Na época de criptojudaísmo usava o nome de Fernando Cardoso. Foi perseguido pela Inquisição, tendo fugido em 1645 para Verona, onde residia o irmão Abraão Miguel Cardoso.[4]

Em Trancoso, existe um centro de interpretação com o seu nome[5] .

Obra[editar | editar código-fonte]

  • De Febri Syncopali, 1634;
  • Utilidade del agua y de la nieve, 1637;
  • Si el parto de 13 y 14 meses es natural y legitimo, 1640.
  • Philosofia Libera (Veneza, 1673)
  • Las excelencias y calumnias de los Hebreos (Amesterdão, 1679).

Referências

  1. Yerushalmi, Yosef Hayim, From Spanish Court to Italian Ghetto: Isaac Cardoso: a Study in Seventeenth-Century Marranism and Jewish Apologetics. Seattle: University of Washington Press, 1981. ISBN 0-295-95824-3
  2. Yosef Hayin Yerusalmi, De la Corte española al gueto italiano. Isaac Cardoso. Barcelona: Turner. ISBN 8475062911. ISBN 9788475062914
  3. Jewish Encyclopedia (1906). [http//:www.jewishencyclopedia.com/articles/4032-cardoso-isaac-fernando Cardoso, Isaac (Fernando)]. Consulta em 17 de março de 2014
  4. http://www.dglb.pt/sites/DGLB/Portugues/autores/Paginas/PesquisaAutores1.aspx?AutorId=6280
  5. Café Portugal. Trancoso - Abre portas o Centro de interpretação da Cultura Judaica. Consulta em 17 de março de 2014