Jaime I, Conde de Urgel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jaime I, Conde de Urgel
Jaime I, Conde de Urgel
Segell de cera de 1339 de Jaume d'Aragó i d'Entença, comte d'Urgell i vescomte d'Àger, dimidiat del Senyal Reial i les armes d'Urgell
Nascimento 1321
Saragoça
Morte 15 de novembro de 1347
Barcelona
Sepultamento Catedral de Barcelona
Progenitores
Cônjuge Cecilia of Comminges
Filho(a)(s) Peter II, Count of Urgell, Doña NN batarde de Aragón
Irmão(ã)(s) Pedro IV de Aragão, Constance of Aragon, Queen of Majorca, Juan de Aragón, Fernando de Aragón
Título Viscount of Àger, Infante de Aragão

Jaime I (1320Barcelona, 15 de novembro de 1347) foi conde de Urgel,[1] visconde de Àger e barão de Entenza e de Antillón. Foi conde de Urgel entre 1328 e 1347.[1]

Foi o segundo filho varão do infante Afonso de Aragão e de Teresa de Entenza, condessa de Urgel. Herdou o condado de Urgel aos oito anos de idade, com a morte de sua mãe e a renúncia de seu pai, que ascendeu ao trono de Aragão como Afonso IV.

Durante o reinado de seu pai, as intrigas de sua madrasta, a rainha Leonor, provocaram a perda de uma parte dos domínios condais: Alos, Ivars e Meiá, os quai passaram para os filhos desta, Fernando e João.

Em 1336, casou com Cecília de Cominges, filha do conde Bernardo VIII de Cominges, com quem teve dois filhos:

Durante o reinado de seu irmão Pedro IV, foi procurador-geral do reino, sendo fiel a todo momento ao rei, pôs-se contra a própria irmã, Constança, rainha consorte do reino de Maiorca.

Jaime também era herdeiro presuntivo do trono, sendo o parente varão mais próximo do rei. Então, em 1347, Pedro decidiu deserdar o irmão a favor de sua filha primogênita, a infanta Constança. Jaime então se juntou a seus meios-irmãos contra esta decisão real. Ele também foi obrigado a renunciar ao cargo de procurador-geral e a jurar fidelidade ao rei numa assembleia das Cortes em Saragoça, no verão daquele ano.

A morte de Jaime se deu pouco tempo depois, de acordo com os rumores da época, envenenado pelo irmão.

Referências

  1. a b Gutiérrez, Eduardo Corredera (1973). Noticia de los Condes de Urgel (em espanhol). Lleida: Instituto de Estudios Ilerdenses. p. 185 

Precedido por
Teresa e Afonso
Brasão dos infantes de Aragão e condes de Urgel.
Conde de Urgel
Visconde de Ager
Barão de Entenza e Antillón

janeiro de 1328 - 15 de novembro de 1347
Sucedido por
Pedro II
Ícone de esboço Este artigo sobre um nobre é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.