Jan van Heurne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jan van Heurne
Nascimento 4 de fevereiro de 1543
Utrecht
Morte 11 de agosto de 1601 (58 anos)
Leida
Sepultamento Pieterskerk
Cidadania Países Baixos
Alma mater Universidade de Leiden, Universidade de Pádua
Ocupação médico, professor universitário, filósofo, anatomista
Empregador Universidade de Leiden, Universidade de Leiden
Causa da morte nefropatia

Johannes Heurnius (Jan van Heurne; 4 de fevereiro de 1543Utrecht, 11 de agosto de 1601) foi um médico e filósofo natural holandês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele nasceu em Utrecht, e estudou em Lovaina e Paris. Ele foi para a Universidade de Pádua para estudar tendo como professor o grande Girolamo Fabrizio (1537-1619), [1] e graduou-se em Medicina aí mesmo em 1566, tendo sido examinado por Petrus Ramus e Fabricius.[2]

Ele escreveu sobre o Grande Cometa de 1577; nessa época ele era médico da cidade de Utrecht. Em 1581 ele se tornou professor de medicina da Universidade de Leiden.[3] Ele já tinha boa reputação e amistosos contatos com eruditos humanistas; e foi indicado para o posto de Gerardus Bontius (1538-1588), um dos primeiros médicos da faculdade.[4]

Ele foi pioneiro no ensino da medicina de cabeceira, e teve muito crédito pelos seus métodos.[5] De Padua ele ensinou não apenas anatomia na tradição de Andreas Vesalius, mas demonstrações anatômicas e trabalhos clínicos práticos.[1] Contudo, não está claro se a proposta feita em 1591 por Heurnius e Bontius de implementar o ensino prático nos modelos criados em Pádua foram aceitos oficialmente. [4] O médico Otto Heurnius era seu filho; as idéias de Heurnius sobre os métodos de ensino foram completamente transmitidas por Otto Heurnius, Franciscus Sylvius, Govert Bidloo e Herman Boerhaave.[1] Depois da morte do seu pai, Otto reuniu as suas aulas, e publicou sob o título Opera Omnia, abrangendo medicina tanto na teoria como disciplina prática.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c George Newman, Interpreters of Nature (1968), pp. 79–80;Google Books.
  2. Mathematics Genealogy page. Genealogy.math.ndsu.nodak.edu. Retrieved on 2012-04-16.
  3. Tabitta van Nouhuys, The Age of Two-Faced Janus: the comets of 1577 and 1618 and the decline of the Aristotelian world view in the Netherlands (1998), pp. 189–200; Google Books.
  4. a b Kathryn Murphy and Richard Todd, "A man very well studyed": new contexts for Thomas Browne (2008), pp. 54–5; Google Books.
  5. The growth of medicine from the earliest times to about 1800. Archive.org. Retrieved on 2012-04-16.