Universidade de Pádua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Universidade de Pádua
Università degli studi di Padova
Latim:Universitas Studii Paduani
UniPd
Lema Universa Universis Patavina Libertas (latim)
Fundação 29 de Setembro de 1222
Faculdades [1]
Localização Pádua, Vêneto, Itália
Total de estudantes 65 000
Sports teams CUS Pádua (http://www.cuspadova.it/)
Afiliações Grupo Coimbra, TIME network
Página oficial www.unipd.it

A Universidade de Pádua (em italiano: Università degli Studi di Padova; sigla: UniPd) está localizada em Pádua, é uma das mais importantes da Itália. Foi fundada em 1222, sendo uma das mais antigas do mundo. Em 2007 contava com cerca de 63 mil estudantes e 2 350 docentes.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Admitindo-se que a honra de ter sido a sede da revolução científica possa pertencer de direito a algum lugar, tal honra deve ser atribuída a Pádua
— Sir Herbert Butterfield in As origens da ciência moderna, 1962

Segundo a tradição, a universidade foi fundada em 1222, quando um grupo de estudantes e professores migrou da Universidade de Bolonha, à procura de maior liberdade acadêmica. É certo, no entanto, que as faculdades de direito e medicina já existiam em Pádua, antes de 1222.

Inicialmente existia como Universitas Iuristarum que ministrava o ensino de direito civil e direito canônico, mas já em torno de 1250 iniciou o ensino de medicina e de artes. A Universitas Artistarum torna-se independente da Universitas Iuristarum, em 1399, graças à intervenção de Francisco II de Carrara, senhor de Pádua, e desde então passaram a existir duas universidades distintas, dotadas dos mesmos direitos e privilégios, cada uma com seu próprio reitor.

O curso durava 6 anos e os estudantes deviam seguir as lectiones, tomar parte ativa das repetitiones, questiones e disputationes. Os estudantes afluíam de toda a Europa e eram divididos em duas "nações": a Natio Citramontana, que compreendia os estudantes italianos e a Natio Ultramontana, para estrangeiros.

Quando Pádua passa a ser governada pela República de Veneza, em 1405, a Universidade de Pádua inicia seu período de máximo esplendor. Entre os séculos XV e XVII, torna-se um centro de estudo e pesquisa internacional, graças à relativa liberdade e independência garantidas pela República de Veneza, bem como à própria potência econômica e política da Sereníssima, da qual Pádua será o centro cultural.

É nesta época áurea que a universidade adota o moto Universa Universis Patavina Libertas ("Inteira, para todos, a liberdade na Universidade de Pádua"), tornando-se o principal centro científico da Europa. Em 1493, a Universitas Iuristarum é transferida para o Hospitium Bovis, um amplo edifício (originalmente residência da família Papafava) onde até então funcionava uma hospedaria (Hospitium Bovis ou "Albergo del Bove"), cujo dono era um açougueiro. O prédio, que ostentava como insígnia uma cabeça de boi, era chamado Palazzo del Bo (Palácio do Boi) e depois de uma ampla reforma tornou-se a sede principal da universidade. Continuou sendo conhecido como Palazzo del Bo ou simplesmente il Bo.

Professores e alunos notáveis[editar | editar código-fonte]

Docentes da Universidade de Pádua[editar | editar código-fonte]

Um dos professores mais afamados que ensinaram em Pádua foi o célebre Galileo Galilei. Ele lecionou matemática.

Cadeira de anatomia[editar | editar código-fonte]

Cadeira de astronomia[editar | editar código-fonte]

Cadeira de matemática[editar | editar código-fonte]

Faculdades[editar | editar código-fonte]

A universidade oferece uma larga gama de títulos em treze faculdades:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ciências Agrárias; Economia; Farmácia; Direito; Engenharia; Letras e Filosofia; Medicina e Cirurgia; Medicina Veterinária; Psicologia; Ciências da Educação; Ciências Matemática, Físicas e Naturais; Ciências Políticas; e Estatística.
  2. [http://www.unipd.it/stdoc/cia/sintesi3.xls[ligação inativa] Universidade de Pádua: dados estatísticos (em italiano)
  3. Em 1808, os franceses aboliram a República de Ragusa e integraram o seu território às Províncias Ilírias da França (Provinces Illyriennes em francês)
  4. Josip Broz Tito, derrotou os invasores nazistas e seus partidários e unificou todas as repúblicas iugoslavas em um único Estado comunista.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lucia Rosseti, Centro per la storia di Padova e Bologna : richerchere di filosofia, medicina e scienza, Trieste, 1988.
  • Lucia Rosseti, Die Universität Padua. Eine geschichtlicher Querschnitt, Trieste, 1985.
  • C. Charle et J. Verger, Histoire des universités, Que sais-je, PUF, Paris, 1994.
  • S. d'Irsay, Histoire des universités françaises et étrangères des origines à nos jours, Paris, 1933.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre a Universidade de Pádua
Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.