João Manuel Cardoso de Mello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

João Manuel Cardoso de Mello (São Paulo, 1942) é um professor e economista brasileiro descendente de portugueses. É autor de um clássico do pensamento econômico brasileiro, o livro "O capitalismo tardio" publicado pela Editora Brasiliense em 1982. Graduou-se em Direito em 1965 e mais tarde doutorou-se em Ciências Sociais na UNICAMP. Após passar por um curso do BNDE-CEPAL, começou a trabalhar no Banco Mercantil. No entanto, convidado por Zeferino Vaz, abandonou seu emprego para ser docente da UNICAMP e um dos fundadores do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP.[1] Lá, em 1980, defendeu a tese sobre a história do Brasil: O Capitalismo Tardio.[1] Foi assessor especial de Dílson Funaro no Ministério da Fazenda de 1985 a 1987, quando foi um dos idealizadores do Plano Cruzado.[2] Em 1999 compôs a equipe de professores que fundaram a FACAMP, onde é diretor geral.

Referências

  1. a b Mantega, Guido; Rego, José Márcio; Singer, Paul (1999). Conversas com economistas brasileiros II. [S.l.]: Editora 34. p. 183. ISBN 978-8-573-26146-2 
  2. «O fogo amigo de José Serra». IstoÉ Dinheiro (633). 25 de novembro de 2009. Consultado em 17 de fevereiro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) economista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.