John McCone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Alexander McCone
John Alexander McCone
6º Diretor da Agência Central de Inteligência
dos Estados Unidos da América CIA.svg
Dados pessoais
Profissão empresário

John Alexander McCone (4 de janeiro de 1902 - 14 de fevereiro de 1991) foi um empresário e político americano que atuou como Diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) durante a Guerra Fria.

McCone nasceu em San Francisco, Califórnia e se formou na Universidade de Berkeley em 1922, com um BS em Engenharia Mecânica. Foi um destacado empresário e também serviu como um funcionário público. McCone foi presidente da Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos (1958 - 1961) e diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) (1961 a 1965).

Ele desempenhou um papel-chave na crise dos mísseis, apesar de ser o único republicano no Conselho de Segurança Nacional. Em seu telegrama, conhecido como "lua de mel", McCone argumentou que a CIA deveria estar alerta para a possibilidade de que a União Soviética poderia instalar armas nucleares em Cuba, apesar dos relatórios negarem, o fato acabou sendo concreto.

McCone renunciou ao cargo de diretor da CIA em abril de 1965 devido ao seu mau relacionamento com o Presidente Lyndon Johnson.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • McCartney, Laton. Friends in High Places: The Bechtel Story, The Most Secret Corporation and How It Engineered the World. New York: Simon & Schuster, 1988.
  • Andrew, Christopher. For the Presidents Eye's Only. New York: Harper Perennial, 1995. ch. 7-8, +pgs 321-322
  • Violence in the City -- An End or a Beginning?, A Report by the Governor's Commission on the Los Angeles Riots, 1965, John McCone, Chairman, Warren M. Christopher, Vice Chairman. Official Report online\
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.