John McCone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John McCone
John McCone
6º Diretor da Agência Central de Inteligência
dos Estados Unidos Seal of the Central Intelligence Agency.svg
Vida
Nascimento 4 de janeiro de 1902
San Francisco, Califórnia
Morte 14 de fevereiro de 1991 (89 anos)
Dados pessoais
Profissão empresário

John Alexander McCone (San Francisco, Califórnia, 4 de janeiro de 190214 de fevereiro de 1991) foi um empresário e político americano que atuou como Diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) durante a Guerra Fria.

McCone nasceu em San Francisco, Califórnia e se formou na Universidade de Berkeley em 1922, com um BS em Engenharia Mecânica. Foi um destacado empresário e também serviu como um funcionário público. McCone foi presidente da Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos (1958 - 1961) e diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) (1961 a 1965).

Desempenhou um papel-chave na crise dos mísseis, apesar de ser o único republicano no Conselho de Segurança Nacional. Em seu telegrama, conhecido como "lua de mel", McCone argumentou que a CIA deveria estar alerta para a possibilidade de que a União Soviética poderia instalar armas nucleares em Cuba, apesar dos relatórios negarem, o fato acabou sendo concreto.

McCone renunciou ao cargo de diretor da CIA em abril de 1965 devido ao seu mau relacionamento com o Presidente Lyndon Johnson.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • McCartney, Laton. Friends in High Places: The Bechtel Story, The Most Secret Corporation and How It Engineered the World. New York: Simon & Schuster, 1988.
  • Andrew, Christopher. For the Presidents Eye's Only. New York: Harper Perennial, 1995. ch. 7-8, +pgs 321-322
  • Violence in the City -- An End or a Beginning?, A Report by the Governor's Commission on the Los Angeles Riots, 1965, John McCone, Chairman, Warren M. Christopher, Vice Chairman. Official Report online\
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.