Julio Cezar Melatti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Julio Cezar Melatti P 6 de abril de 1938 é um antropólogo brasileiro.

Bacharel e licenciado em Geografia e História pelas Faculdades Católicas Petropolitanas, especializou-se em Antropologia Cultural no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutorou-se em Antropologia na Universidade de São Paulo em 1970. Entre 1969 e 1994 foi professor na Universidade de Brasília. Em 1997 pós-doutorou-se pela Smithsonian Institution nos Estados Unidos.

No Curso de Especialização em Antropologia Cultural, em 1961, exerceu a função de auxiliar na pesquisa de campo de Roberto DaMatta entre os índios Gaviões, do Pará. Entre 1962 e 1971 realizou várias etapas de campo entre os índios Craô como parte de dois projetos comparativos: um, do Prof. Roberto Cardoso de Oliveira, sobre fricção interétnica; e outro, do Prof. David Maybury-Lewis, da Universidade de Harvard, sobre a organização social dos índios do Brasil central. Entre 1974 e 1983, fez pesquisas entre os marubos do vale do Javari, no Estado do Amazonas.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Ritos de uma Tribo Timbira. 1. ed. São Paulo: Ática, 1978;
  • O Messianismo Krahó. São Paulo: Herder, 1972;
  • Índios do Brasil. Brasília: Coordenada, 1970;
  • Índios e Criadores. Rio de Janeiro: Instituto de Ciências Sociais - UFRJ, 1967.

Prêmios e condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Adunb/Fausto Alvim de Excelência Acadêmica, Categoria Trajetória, Associação de Docentes da Universidade de Brasília, 1998;
  • Professor Emérito, Universidade de Brasília, 1999;
  • Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico, Ministério da Ciência e Tecnologia, 2002;
  • Medalha Roquette-Pinto, Associação Brasileira de Antropologia, 2004;
  • Membro da Acadêmica Brasileira de Ciências desde maio de 2008.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]