Cosem Sultana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Kösem Sultan)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Kösem Sultana (Cosem) foi uma das mulheres mais poderosas da história do Império Otomano e uma figura importante no chamado Sultanato das Mulheres. Através de seus filhos ela exerceu uma grande influência sobre os assuntos de estado, chegando até mesmo a assumir o posto de regente duas vezes.

História[editar | editar código-fonte]

Não se sabe o ano de nascimento de Cosem, mas a grande maioria dos pesquisadores apontam que ela nasceu em 1589 sob o nome de Anastácia na ilha grega de Tinos. Quando seu pai faleceu, Anastácia foi dada como escrava ao cã da Crimeia[1], mas quando esse líder percebeu a formosura da jovem a enviou como um presente para o harém do sultão Amade I do Império Otomano. Assim como Anastácia, o sultão Amade não passava de um adolescente.

Dentro do harém, Anastácia foi convertida ao islamismo e recebeu o nome de Mahpeyker, que significa “face de lua”, mas posteriormente o sultão Amade a chamaria de Cosem, nome pelo qual ficou conhecida pelo resto de sua vida. Cosem significa “pastor” ou, às vezes, “cabra que leva o rebanho”, um nome que remete à liderança, e tal característica seria uma das principais dela.[2]

Cosem tinha um bom relacionamento com o povo e o exercito, além de ser conhecida pelos seus trabalhos de caridade e libertar os seus escravos após três anos. Sua morte a fez ser conhecida como “Mãe Martirizada” e Constantinopla observou três dias de luto. Até hoje a sultana Cosem é considerada a mulher mais poderosa da história turco-otomana.[3]

Referências

  1. «Kösem Sultan: Magnificent Century continues». The Guide Istanbul (em inglês). 12 de abril de 2017 
  2. «Kösem Sultan: Magnificent Century continues». The Guide Istanbul (em inglês). 12 de abril de 2017 
  3. «Ottoman royalty's most powerful woman: Kösem Sultan». DailySabah