KV16

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
KV16
Tumba de Ramessés I
Estátua de Ramessés I, parte do acervo do Museu de Finas Artes de Boston
Localização Vale dos Reis, em uma pequena ramificação entre a KV10 e a KV17
Extensão total 49.34 m [1]
Área total 147.94 [1]
Descoberta em 10 de outubro de 1817
Escavada por Giovanni Battista Belzoni (1817) [1]

A tumba KV16 (acrônimo de "King's Valley #16"), no Vale dos Reis, é a tumba do faraó Ramessés I, fundador da décima nona dinastia. Ela foi descoberta por Giovanni Belzoni em outubro de 1817.

Como Ramessés I governou o Egito por menos de dois anos, sua tumba é muito pequena (apenas 29 metros), consistindo em duas escadas descendentes ligadas a dois corredores inclinados que conduzem à câmara do sarcófago. Assim como a tumba de Horemheb (KV57), a tumba é decorada com O Livro das Portas. O sarcófago, ainda em sua câmara, é feito de quartzito vermelho. A múmia desta tumba foi eventualmente escondida no esconderijo de múmias TT320.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Theban Mapping Project (em inglês)». Consultado em 3 de setembro de 2008 
  • Reeves, N & Wilkinson, R.H. The Complete Valley of the Kings, 1996, Thames and Hudson, London.
  • Siliotti, A. Guide to the Valley of the Kings and to the Theban Necropolises and Temples, 1996, A.A. Gaddis, Cairo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Egiptologia é um esboço relacionado ao Antigo Egito. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.