L'Amour en fuite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de L'amour en fuite)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
L'amour en fuite
Amor em Fuga[1] (PRT)
O Amor em Fuga[2] (BRA)
 França
1979 •  cor •  94 min 
Direção François Truffaut
Roteiro François Truffaut
Marcel Moussy
Elenco Jean-Pierre Léaud
Claude Jade
Marie-France Pisier
Género drama
Idioma francês

L'amour en fuite é um filme francês de 1979, um drama dirigido por François Truffaut.

É o último filme com o personagem Antoine Doinel. É um filme feito para os apreciadores dos filmes anteriores da saga. Ele homenageia de maneira carinhosa os outros filmes, trazendo seqüências de todos eles em flashback com Antoine e Christine.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

François Truffaut e sua principal atriz e ex-noiva Claude Jade na estréia de seu terceiro filme conjunto, Amor em Fuga, 1979

Após oito anos de vida em comum, Antoine (Jean-Pierre Léaud) e Christine Doinel (Claude Jade) decidem divorciar-se. Aos trinta e cinco anos, Antoine Doinel continua o mesmo adolescente de sempre. Ele se encontra com Christine, sua mulher, para assinarem os papeis do divórcio. Já estão separados há algum tempinho, Antoine e Christine, mas não estão brigados – civilizadamente, maduramente (com certeza graças a ela), se dão bem, dividem as responsabilidade pela criação de Alphonse. Na verdade, eles vão ser o primeiro casal francês a fazer um divórcio amigável. É portanto um acontecimento marcante, e assim, quando saem do prédio do tribunal, são abordados por um pequeno batalhão de repórteres. Enquanto estão ali na escada diante do tribunal, o advogado que cuidou do caso (Jean-Pierre Ducos) afasta-se do grupo e, na calçada, se encontra com uma colega: Colette (Marie-France Pisier) reconhece o antigo amigo Antoine que fazia anos ela não revia.

Antoine está agora apaixonado por Sabine (Dorothée), mas continuamente a desaponta. Quando ele quebra a promessa de ver seu filho na estação, uma promessa feita à Christine, ela acha que não deve mais continuar com essa relação. Em Domicílio Conjugal, Antoine estava escrevendo um livro, um romance bastante autobiográfico; Christine, com sua maturidade, até havia dito para ele: – “Não gosto muito dessa idéia de contar sua adolescência, criticando seus pais, sujando a imagem deles. Uma obra de arte não pode ser um acerto de contas, senão não é arte.” Colette fica curiosa e vai atrás do livro – que encontra na livraria pertencente ao sujeito pelo qual ela está naquele momento apaixonada, um tal Xavier Barnerias (Daniel Mesguich). Colette agora compra este livro, que tem o título de "salada de amor". Na estação de trem, ela vê Antoine e ambos conversam sobre o livro no trem. A mulher corrige alguns eventos. Há um lugar no romance em que um homem rasga uma foto. Antoine faz o quebra-cabeça e a mulher na foto é Sabine. Ele pára por aí, não conta o que aconteceu depois. O que aconteceu depois saberemos através da própria Christine, quando ela ficará finalmente conhecendo Colette, de quem, é claro, tinha ouvido falar muito no passado. Christine e Colette encontram-se quando ambas tentam persuadir Sabine a se reconciliar com Antoine, por quem elas ainda têm grande afeição. Nessa longa conversa com a velha amiga no trem, Antoine fala para Colette a respeito de Liliane (Dani). Liliane, um mulherão, havia surgido na vida dele e de Christine através do violino. Soube que Christine dava aulas de violino e apareceu na casa deles. As duas rapidamente se tornaram amicíssimas, a tal ponto que aquilo passou a incomodar Antoine. É Colette que se apresenta a Christine, dizendo que são do mesmo clube – as ex de Antoine Doinel. Conversam bastante, e então Christine conta que, um belo dia, surpreendeu o marido e a grande amiga Liliane na cama! A relação entre ela e Antoine já estava mesmo desgastada, e eles acabaram se separando. Colette dá Christine o enigma e Christine dá a Antoine. O mostra o quebra-cabeça agora Sabine. Os dois prometem ficar juntos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jean-Pierre Léaud.... Antoine Doinel
  • Claude Jade .... Christine Doinel
  • Marie-France Pisier .... Colette
  • Dorothée ..... Sabine Barnerias
  • Dani .... Liliane
  • Daniel Mesguich .... Xavier Barnerias
  • Julien Bertheau ..... Lucien
  • Jean-Pierre Ducos .... avogado de Christine
  • Marie Henriau .... juiz divórcio
  • Rosy Varte .... mãe de Colette
  • Julien Dubois ..... Alphonse Doinel

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio César 1980 (França)

  • Venceu na categoria de melhor música escrita para cinema.

Festival de Berlim 1979 (Alemanha)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Portal.svg A Wikipédia possui o
Portal Cinema