Língua shuar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shuar
Falado em: Equador
Região: Morona-Santiago
Total de falantes: 46,7 mil (2000)
Família: Jivaroana
 Shuar
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: jiv

Shuar, língua também chamada Chiwaro, Jibaro, Jivaro, Shuara, ou Xivaro, é uma língua jivaroana falada nas selvas do sudeste de Morona-Santiago, Equador, por 46,7 mil dos Shuaras étnicos.

A língua tem suas frases na forma SOV (Sujeito –Objeto –Verbo), seus falantes são agricultores de coivara, animistas ou cristãos.

História[editar | editar código-fonte]

Doze línguas indígenas do Equador são faladas hoje, uma das quais é a do povo Shuar.[1] Nas últimas quatro décadas, a língua shuar tem sido notada por sua ligação com vários grupos políticos.

O nome “Shuar” compartilhado entre o povo e sua língua foi revelado pela primeira vez aos espanhóis no século XVII. A língua shuar, como é hoje, é considerada parte da árvore da linguagem Jivaroana e incorpora um dos grupos tribais mais conhecidos na região da selva amazônica.

Radio-escolas[editar | editar código-fonte]

O afastamento geográfico dentro da floresta equatoriana isolou os Shuar e dispersou amplamente as pessoas dessa etnia umas das outras. Como resultado, no final dos anos 1960, escolas de rádio foram formadas para promover a comunicação e a educação tanto em espanhol quanto em Shuar. Isso inadvertidamente transformou-se numa iniciativa de 'revitalização da língua para o povo Shuar. As escolas de rádio foram encerradas em 2001 e substituídas por aulas bilíngues formais.

Escrita[editar | editar código-fonte]

A língua Shuar usa uma forma do alfabeto latino sem as letras B, C(isol.), D, F, G, H(isol.) O, Q, V, X, Z. Usam-se as formas Ch, Sh, Ng, Ñ, Ts.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Bilabial Alveolar Postalveolar Palatal Velar
Oclesiva p t k
Fricativa s ʃ h
Africada t͡s t͡ʃ
Vibrante r
Nasal m n ŋ
Aproximante w j

Vogais[editar | editar código-fonte]

Todas têm sua forma nasalizada (com til)

Anterior Central Posterior
Fechada i ĩ ɨ ɨ̃ u ũ
Aberta a ã

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

Penker inintimsamka mash aintsti ankan, matekrin nuya nii penkerin takakui nii akiniamunmaya tu ausamti aratukmau atinuitji mai matekrak.

Português

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Eles são dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros em espírito de fraternidade. (Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos)

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Grenoble, Lenore A (2006). Saving Languages: An introduction to language revitilization. New York: Cambridge University Press. pp. 78–83. ISBN 978-0-521-81621-2 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Turner, Glen D. (1958): "Alternative phonemicizing in Jivaro", in International Journal of American Linguistics 24, 2, pp. 87–94.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]