Lúnula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lúnula (Do latim "pequena lua") é a "meia-lua" com aspecto de crescente, de tom mais claro na base da unha, sendo a parte visível da raiz da unha. A lúnula é descrita como um reflexo da queratinização parcial das células nessa região.[1] Pesquisas concluíram que a lúnula é uma área de derme frouxa com feixes de colágeno menos desenvolvidos. Tem a cor esbranquiçada porque um estrato basal subjacente espessado obscurece os vasos sanguíneos subjacentes.[2]

Em humanos, ela aparece na 14a semana de gestação e tem um papel estrutural primário na definição da borda livre da lâmina ungueal distal (a parte da unha que cresce para fora). A lúnula é mais perceptível no polegar; no entanto, nem todas as lúnulas são visíveis. Em alguns casos, o eponíquio pode cobrir total ou parcialmente a lúnula.

Referências

  1. «O que suas unhas revelam sobre sua saúde?». Consultado em 26 de Abril de 2016 
  2. Guglielmi, Giuseppe; Kuijk, Cornelis Van; Genant, Harry K (2001). «Fundamentals of hand and wrist imaging». ISBN 978-3-540-67854-0 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.