Lego

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lego
LEGO logo.svg
Informações
Criador(a) Ole Kirk Christiansen
País de origem  Dinamarca
Data de lançamento 1934
Website lego.com
Peças LEGO System e DUPLO em comparação com uma moeda de 1 Euro. A linha DUPLO foi lançada voltada para crianças até aos 3 anos de idade

LEGO é uma linha de brinquedos fabricados pela The Lego Group. Seu conceito se baseia em partes que se encaixam permitindo muitas combinações.

Criado pelo dinamarquês Ole Kirk Kristiansen, é fabricado em escala industrial em plástico feito desde 1934.

Em fevereiro de 2015, a Lego foi considerada a marca mais poderosa do mundo, de acordo com estudo realizado pela empresa de consultoria Brand Finance.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História do Lego

O brinquedo surgiu numa pequena empresa familiar na década de 1930. Obteve sucesso na década de 1960, expandindo-se nas décadas seguintes. O criador fundiu duas palavras em dinamarquês para obter o nome "LEGO": leg godt que significa "brincar bem". Atualmente o grupo LEGO emprega mais de 10.000 pessoas em cerca de 140 países, ocupando a posição de líder mundial no segmento de brinquedos para crianças nas faixas dos três meses aos dezesseis anos de idade.

LEGO na educação[editar | editar código-fonte]

Os produtos LEGO encontram-se hoje em massa nos grandes institutos de educação nos países desenvolvidos, desde a pré-escola, onde as linhas tradicionais do grupo divertem as crianças e estimulam a sua concentração e criatividade, até à universidade, onde linhas tecnológicas como a LEGO Technic e a LEGO Mindstorms permitem aos estudantes aperfeiçoarem-se em design, robótica e mecatrônica. A divisão educacional do Grupo LEGO foi criada em 1980, em parceria com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Mas, somente em 1998, a LEGO Education entra no Brasil por meio da Empresa Edacom Tecnologia, hoje chamada de ZOOM Education for Life. Tem também o Projeto Stop Motion, na cidade de Paulínia. é a maior escola LEGO₢ do Brasil.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ferrari perde para Lego posto de "marca mais poderosa do mundo"». Globo Esporte - Fórmula 1. Consultado em 3 de novembro de 2015 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • VON ATZINGEN, Maria Cristina. A história dos brinquedos: para as crianças conhecerem e os adultos se lembrarem. São Paulo: Allegro, 2001. p. 153-154.
  • 1001 invenções que mudaram o mundo, Trevor Baylis. Por Eduardo Mombach Mota.
  • Paolo Rampini , Modelcars in the world 1900-1985 , Edizioni Paolo Rampini 2007

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lego