Leila Guerriero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leila Guerriero
Nascimento 17 de fevereiro de 1967
Junín
Cidadania Argentina
Ocupação escritor, jornalista

Leila Guerriero (Junín, 17 de fevereiro de 1967) é uma jornalista e escritora argentina.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Egressa do Colégio Nacional Normal Superior de Junín, estudou turismo, curso que terminou mas não exerce. Seu início no jornalismo foi em 1992 quando conseguiu seu primeiro emprego como redatora em Página/30, uma revista mensal do diário Página/12. Após submeter um conto a esse jornal, o "Quilómetro zero", recebeu, em quatro dias, um convite do então diretor Jorge Lanata.[1]

Desde então seus trabalhos figuraram em diversos veículos de comunicação como La Nación e Rolling Stone, da Argentina; El País e Vanity Fair, da Espanha; El Malpensante e SoHo, da Colômbia; Paula e El Mercurio, do Chile, entre outros. É ainda editora para a América Latina da revista mexicana Gatopardo.[2]

Em 2010, ganhou a nona edição do prêmio da Fundación Nuevo Periodismo Americano na categoria texto, por sua crônica "El rastro en los huesos", onde relata o trabalho que realiza a equipe argentina de antropologia forense para identificar os restos de desaparecidos na ditadura militar.[3]

Em 2014, recebeu o Título por mérito na categoria Crônicas e Testemunhos pela Fundação Konex.[4]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Los suicidas del fin del mundo. Crónica de un pueblo patagónico; Tusquets, 2005
  • Frutos extraños, crónicas reunidas 2001-2008; Alfaguara, 2009
  • Los malditos, editora; Ediciones UDP, 2011
  • Plano americano, 21 perfiles de artistas publicados originalmente en diversos medios; Ediciones UDP, 2013 [5]
  • Una historia sencilla; Anagrama, 2013
  • Zona de obras; Anagrama, 2015

Premios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Leila Guerriero.
  2. «Leila Guerriero | Festival Gabo 2016» 
  3. Clarin.com. «Premio García Márquez para una periodista argentina». www.clarin.com. Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  4. S.A.P, El Mercurio. «Leila Guerriero perfila a la cultura hispanoamericana» (em Spanish). Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  5. Josefina Marambio Márquez. Leila Guerriero perfila a la cultura hispanoamericana, El Mercurio, 21.03.2013; acceso el mismo día