Leucaena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaLeucaena
Leucanea leucocephala

Leucanea leucocephala
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Género: Leucaena
Espécies
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Leucaena

Leucaena é um género botânico pertencente à família Fabaceae.

Leucaena é um gênero de plantas com flor na subfamília Mimosoideae da família das leguminosas Fabaceae. Contém cerca de 24 espécies de árvores e arbustos, que são comumente conhecidas como Leadtrees (Árvore Chumbo). Eles são nativos das Américas e que vão desde o Texas, nos Estados Unidos, ao sul do Peru. O nome genérico é derivado da palavra grega λευκός (leukos), que significa "branco", referindo-se ao branco de suas flores, embora existam espécies com flores de colocação amarela, vermela e rósea.

Usos[editar | editar código-fonte]

Espécies de Leucaena são cultivadas de acordo com a variedade de usos, sendo usada como adubo verde, fonte de carvão, forragem do gado, para conservação do solo. As sementes (grãos) pode ser usado como esferas. Plantando-se Leucaena para lenha em uma área de 120 km2 (46 MI quadrado) consegue -se a energia equivalente a 1 milhão de barris de petróleo por ano. Medicamentos anti-helmínticos (vermífugo) são feitos a partir de extratos de sementes de Leucaena em Sumatra, Indonésia.

Algumas espécies de Leucaena leucocephala (nomeadamente) tem frutos comestíveis quando imaturas as sementes.

As sementes de guaje (Leucaena esculenta) são comidos com sal no México. Em outras espécies, níveis elevados de mimosina, substância existente em toda a planta, pode levar à perda de cabelo e infertilidade em não ruminantes.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Leucaena Benth.". TROPICOS. Missouri Botanical Garden. Retrieved 2010-03-23.
  2. "Leucaena Benth.". Germplasm Resources Information Network. United States Department of Agriculture. 2007-10-05. Retrieved 2010-03-23.
  3. "Leucaena". Integrated Taxonomic Information System. Retrieved 23 March 2010.
  4. Mabberley, D.J. (1997). The Plant-Book: A portable dictionary of the vascular plants (2nd ed.). Cambridge, England: Cambridge University Press. p. 406. ISBN 978-0-521-41421-0.
  5. Glen, Hugh (2004). Sappi What's in a Name?. Jacana Media. p. 39. ISBN 978-1-77009-040-8.
  6. Nugent, Jeff; Julia Boniface (2004). Permaculture Plants: A Selection (2nd ed.). Chelsea Green Publishing. pp. 24–26. ISBN 978-1-85623-029-2.
  7. Grandtner, Miroslav M. (2005). Elsevier's Dictionary of Trees 1. Elsevier. pp. 473–475. ISBN 978-0-444-51784-5.
  8. "Species Records of Leucaena". Germplasm Resources Information Network. United States Department of Agriculture. Retrieved 2010-11-23.
  9. Hartman, T. P. V; J. Jones; N. W. Blackhall; J. B. Power; E. C. Cocking; M. R. Davey (2000). Helmut Guttenberger, ed. "Cytogenetics, Molecular Cytogenetics, and Genome Size in Leucaena (LeguminosaeMimosoideae)". Cytogenetic Studies of Forest Trees and Shrubs: Review, Present Status, and Outlook on the Future: Proceedings of the Second IUFRO Cytogenetics Working Party S2.04.08 Symposium, September 6–12, 1998, Graz, Austria: 57–70.
Ícone de esboço Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.