Loverboy (1989)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Loverboy
Loverboy - Garoto de Programa (BRA)
 Estados Unidos
1989 •  cor •  98 min 
Direção Joan Micklin Silver
Produção Gary Foster
Willie Hunt
Roteiro Tom Ropelewski
Robin Schiff
Leslie Dixon
Elenco Patrick Dempsey
Carrie Fisher
Kirstie Alley
Kate Jackson
Robert Ginty
Barbara Carrera
Gênero comédia
Música Michel Colombier
Cinematografia John Hora
Edição Rick Shaine
Distribuição TriStar Pictures
Lançamento Estados Unidos 28 de abril de 1989
Idioma inglês
Orçamento US$ 3.960.327
Página no IMDb (em inglês)

Loverboy (no Brasil: Loverboy - Garoto de Programa) é um filme americano de comédia, lançado em 1989 e dirigido por Joan Micklin Silver.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O universitário Randy Bodek (Patrick Dempsey) não conta aos seus pais, Diane (Kate Jackson) e Joe (Robert Ginty), que esta namorando sua colega de faculdade, Jenny Gordon (Nancy Valen). Isso deixa a garota irritada, e ela rompe o namoro com Randy, que está com notas baixas, fato que deixa seu pai tão chateado, que ele deixaria de pagar a faculdade.

Randy, embora continuasse amando Jenny, precisava voltar para a universidade. Para conseguir dinheiro, arruma um emprego como entregador de pizzas. Ao conhecer Alex (Barbara Carrera), muda de "profissão" e se envolve rapidamente com ela, que o ajuda financeiramente e fornece para amigas o telefone de seu trabalho. Randy ainda se envolve com Joyce Palmer (Kirstie Alley), Monica (Carrie Fisher), uma aspirante a fotógrafa que se acha feia, e Kyoko (Kim Miyori), que anda chateada com sua vida sexual. Surpreendentemente, ele torna-se o homem mais desejado entre as mulheres de Beverly Hills, principalmente as que se sentem sexualmente frustradas. A aparência de Randy, o comportamento estranho do rapaz e os presentes entregues por Tony (Robert Camilletti), colega de trabalho do rapaz, fazem com que Joe suspeitasse de que seu filho seria homossexual.

Desconfiados, Claude (Peter Koch), Harry (Vic Tayback) e Reed (Robert Picardo) forjam as declarações financeiros de suas esposas, com o objetivo de identificar quem estaria se envolvendo com elas. Randy e Jory (Dylan Walsh) saem do Señor Pizza para lutar, porém os 3 maridos flagram a dupla e atacam o primeiro, quando Harry diz que Randy é filho de Joe Bodek; este havia falado que o filho seria homossexual e Harry descarta. O trio, então, decidem pegar Jory.

Randy tenta explicar para Jenny o motivo dela ter virado uma acompanhante de luxo. Insegura em continuar a relação, a garota aceita ir ao aniversário de seus pais juntamente com ele. Harry, Reed e Claude seguem Jory até a festa e o rival de Randy é preso por assalto. Abalado, Jory descobre que sua mãe era cliente de Randy. Joe, que chegou a pensar que o filho seria homossexual, o perdoa e volta a pagar a faculdade.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

Loverboy teve reações variadas para o público, enquanto os críticos de cinema deram críticas mistas. Rotten Tomatoes dá ao filme uma pontuação de 44% .[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]