Luís Miguel da Veiga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Miguel da Veiga
Nascimento 30 de setembro de 1947 (72 anos)
Nossa Senhora do Bispo
Cidadania Portugal
Ocupação cavaleiro tauromáquico, engenheiro

Luís Miguel Pimenta de Aguiar da Veiga (Montemor-o-Novo, Lavre, 30 de Dezembro de 1947) é um cavaleiro tauromáquico português, galardoado com os Prémios Bordalo 1967 e 1970, na categoria "Tauromaquia".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luís Miguel Pimenta de Aguiar da Veiga nasceu em 30 de Dezembro de 1947, em Lavre, Montemor-o-Novo (distrito de Évora), sendo neto de Simão Luís da Veiga e sobrinho paterno de Simão Luís da Veiga, Jr., ambos prestigiados cavaleiros de alternativa.[1] É bisneto do 1.º Visconde de Amoreira da Torre e tio paterno da cantora Mafalda Veiga.[2]

Em 1966 tomou a alternativa na Monumental do Campo Pequeno, tendo como padrinho David Ribeiro Telles, e atuando ainda os matadores Armando Soares e Amadeu dos Anjos, todos com toiros da ganadaria de David Ribeiro Telles.[1]

Ainda em 1966 protagonizou uma peça de teatro adaptada para a televisão por Herlander Peyroteo, intitulada O Jovem Cavaleiro, na qual também contracenou com Mestre Batista.[3]

Ficaram célebres as corridas em que alternou com o seu rival de arenas José Mestre Baptista, formando com este o cartel mais anunciado e disputado durante 15 anos, o qual trouxe milhares de aficionados para a corrida portuguesa — muitas praças (como a Monumental do Campo Pequeno) esgotavam os seus bilhetes poucas horas depois de anunciarem os cartazes com aquela parelha de cavaleiros.[4]

Em 28 de julho de 2016 voltou a vestir a casaca para fazer as cortesias na noturna que teve lugar no Praça de Touros do Campo Pequeno, precisamente, para homenagear Luís Miguel da Veiga pelos seus 50 anos de alternativa. Nesta corrida atuaram João Moura, Rui Salvador, António Brito Paes, Telles Bastos, Duarte Pinto e Salgueiro da Costa, bem como os grupos de forcados amadores de Montemor e de Évora.[5][6]

Distinções[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Luís Miguel da Veiga - Biografia». Touro e Ouro. 5 de novembro de 2016. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  2. António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva (2006). Anuário da Nobreza de Portugal. Tomo III 1.ª ed. Lisboa: Dislivro Histórica. p. 379 
  3. «O jovem cavaleiro». RTP. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  4. Tina Mestre Batista; Redacção (30 de Maio de 2014). «Reguengos de Monsaraz inaugura Museu Mestre Batista para homenagear e perpetuar o cavaleiro tauromáquico no seu concelho natal». MetroNews. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  5. Joana Capucho (4 de abril de 2016). «Corridas começam hoje. Messi dos touros regressa a Portugal». Diário de Notícias. Consultado em 28 de julho de 2016 
  6. Sónia Dias (5 de novembro de 2016). «Luís Miguel da Veiga em estado grave». Correio da Manhã. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  7. a b «Prémios Bordalo». Em 1967 e 1970 denominado "Prémio da Imprensa". Sindicato dos Jornalistas. 22 de janeiro de 2002. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  8. «Luís Miguel da Veiga comemora hoje 45 anos de Alternativa». Equitação. 28 de julho de 2011. Consultado em 15 de novembro de 2014. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.